Jornal do Commercio
Investigação

Marielle: revista diz que polícia investiga políticos

Os deputados investigados seriam Jorge Picciani, que cumpre prisão domicilar, Edson Albertassi e Paulo Melo, que estão no Presídio Pedrolino Werling, todos do MDB.

Publicado em 10/08/2018, às 10h47

Marielle Franco foi assassinada em março.  / Foto: @marielle_franco via Instagram
Marielle Franco foi assassinada em março.
Foto: @marielle_franco via Instagram
Estadão Conteúdo

A revista Veja afirma que a Polícia Civil do Rio investiga o envolvimento de três parlamentares da Assembleia Legislativa do Estado (Alerj) nos assassinatos da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes, em março. Os deputados seriam Jorge Picciani, Edson Albertassi e Paulo Melo, todos do MDB.

Os três foram presos no ano passado durante a Operação Cadeia Velha, acusados de integrar um grupo que desviava recursos em contratos no transporte público carioca. Picciani cumpre prisão domiciliar, enquanto Albertassi e Paulo Melo estão no Presídio Pedrolino Werling de Oliveira (Bangu 8), no Complexo de Gericinó, na zona oeste do Rio.

Veja ainda procurou o deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL-RJ) "É assustador, mas não posso eliminar nenhuma possibilidade." Ao telejornal RJTV, da TV Globo, Freixo lembrou que entrou com uma ação na Justiça em 2017 para barrar a indicação de Edson Albertassi para uma cadeira no Tribunal de Contas do Estado (TCE). O parlamentar acabaria preso dias depois. A ação seria o motivo para o crime.



Linha de investigação

Segundo a Veja, essa linha de investigação teria sido aventada em 14 de junho, en reunião de Marcelo Freixo, procuradores do Ministério Público Federal e os delegados Fábio Cardoso, diretor da Divisão de Homicídios, e Giniton Lages, encarregado das investigações.

O jornal "O Estado de S. Paulo" tentou contato ontem com Freixo e não obteve resposta. A Polícia Civil disse que o caso corre sob sigilo. Em nota, a assessoria de Albertassi afirmou que a acusação é "fantasiosa". A defesa de Picciani não se posicionou e a de Paulo Melo não foi encontrada. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM