Jornal do Commercio
Insegurança

Moro enviará mais homens da Força Nacional ao Ceará

Número de agentes subirá para 406, além de um total de 96 viaturas

Publicado em 07/01/2019, às 19h47

150 pessoas já foram detidas e 250 presos em onda de violência no Ceará / Foto: Alex Gomes/O Povo
150 pessoas já foram detidas e 250 presos em onda de violência no Ceará
Foto: Alex Gomes/O Povo
Estadão Conteúdo

O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), comandado por Sérgio Moro, decidiu enviar reforço da Força Nacional para atuar na repressão à onda de crimes no Ceará. Já havia 330 homens atuando no local desde a noite do sábado, 5, e o número será ampliado para 406, além de um total de 96 viaturas

A decisão de enviar reforço foi tomada no mesmo dia em que o ministério ressaltou uma queda no número de ataques após o início do trabalho da Força Nacional. Foram registrados 45 ações criminosas na quinta-feira, 37 no sábado e 23 no domingo. Houve, no entanto, casos graves como a destruição da base de uma operadora de telefonia móvel na cidade de Limoeiro do Norte, interrompendo o serviço em onze cidades no Estado.

Pelos dados do MJSP, houve 144 ataques entre a quarta-feira, 2, e o domingo, 6, na capital Fortaleza, na região metropolitana e no interior do Estado. Números da segunda-feira não foram informados pelo ministério, mas o governo estadual registrava pelo menos 21 ataques até o meio da tarde.



NÚMEROS

Segundo o secretário estadual de Segurança Pública, André Costa, 150 pessoas já foram detidas e 250 presos foram autuados por novas infrações.

Nas ruas, a Polícia Militar comanda as operações, e a Força Nacional tem dado apoio. Dentro dos presídios, a Polícia Civil tem atuado junto com a administração penitenciária, com o reforço da inteligência do Departamento Penitenciário Nacional (Depen).

Já houve a autorização de transferência de um preso integrante de facção criminosa para uma penitenciária federal de segurança máxima. Outras devem ser autorizadas nos próximos dias. Inicialmente, foram disponibilizadas 20 vagas pelo Depen, mas, se houver necessidade, o número pode ser ampliado.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Sozinhas nasce uma mãe Sozinhas nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM