Jornal do Commercio
Luto

'Perda horrível para o Brasil', diz Humberto Costa sobre Boechat

Jornalista morreu nesta segunda-feira após queda de helicóptero

Publicado em 11/02/2019, às 15h21

Outros políticos também lamentaram morte de Boechat / Reprodução/Band
Outros políticos também lamentaram morte de Boechat
Reprodução/Band
Estadão Conteúdo

Políticos de todas as ideologias lamentaram a morte do jornalista Ricardo Boechat, que sofreu um acidente com helicóptero nesta segunda-feira, 11, em São Paulo. Da ala governista, além do presidente, Jair Bolsonaro, e seus filhos Eduardo e Carlos, o vice, Hamilton Mourão, e os ministros Onyx Lorenzoni, Tereza Cristina, Marcos Pontes prestaram condolências nas redes sociais.

"Peço a Deus que console a todos pela perda irreparável de um dos grandes nomes do nosso jornalismo", escreveu a ministra da Agricultura, Tereza Cristina. "Boechat era um grande profissional, referência no jornalismo, capaz de conquistar o respeito tanto dos que convergiam quanto dos que divergiam de suas ideias e opiniões. Que seja sempre lembrado por isso", disse Carlos Bolsonaro.

Os presidentes do Senado e da Câmara dos Deputados, Davi Alcolumbre (DEM-AP) e Rodrigo Maia (DEM-RJ), respectivamente, também publicaram notas de pesar. "Era um profissional reconhecido pelo trabalho e senso crítico aguçado revelado nos principais meios de comunicação do país", disse Alcolumbre em sua conta no Twitter.



OPOSIÇÃO

Do lado da oposição, o senador Humberto Costa, líder do PT na Casa, se disse consternado com a notícia da morte de Boechat. "É uma perda horrível para o Brasil de um jornalista de incontáveis virtudes. Deixo aqui minha solidariedade à família, aos amigos, aos fãs desse grande profissional do nosso jornalismo", escreveu também no Twitter.

Guilherme Boulos, do PSOL, classificou a morte de Boechat como precoce e trágica. "O Brasil perdeu um jornalista independente e com aguçado espírito crítico. Fará muita falta", afirmou. Boechat morreu nesta segunda-feira, na queda de um helicóptero no quilômetro 7 do Rodoanel, próximo ao acesso à Rodovia Anhanguera.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM