Jornal do Commercio
Ousado

Preso abre buraco na parede para fugir da delegacia

O preso utilizou uma pequena barra de ferro para danificar a parede

Publicado em 12/02/2019, às 10h07

O preso confessou que 'só queria ir para casa' / Foto: WhatsApp/O POVO
O preso confessou que 'só queria ir para casa'
Foto: WhatsApp/O POVO
Da Rede Nordeste para O Povo

Uma tentativa de fuga foi registrada na Delegacia Metropolitana de Maracanaú na noite dessa segunda-feira (11), por volta das 21h. Os policiais da unidade notaram que havia um buraco sendo escavado dentro da cela, por trás da parede do banheiro. O detento que confessou a tentativa de fuga é João Paulo Marques Soares, preso por porte ilegal de arma desde janeiro deste ano. Para danificar a parede, ele usou uma pequena barra de ferro.

O POVO Online apurou que o preso diz ter encontrado o instrumento no próprio banheiro. Sua motivação, segundo depoimento prestado, quando confessou a tentativa de fuga, foi "só ir para casa".



João Paulo já estava tentando abrir o buraco na parede há três dias. Ele esperava até a noite, quando os presos normalmente cantam músicas de louvor gospel, para danificar a parede. Ele vai responder pelo dano ao patrimônio.

Segundo ele relatou aos agentes da Delegacia, os outros detentos que estavam na cela não tiveram participação na tentativa.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM