Jornal do Commercio
VIOLÊNCIA CONTRA MULHER

Suspeito de tentativa de feminicídio usou nome falso para entrar em prédio

No caderno de registro de visita do prédio onde mora Elaine Caparroz, espancada violentamente por quatro horas, o suspeito deu o nome de Felipe

Publicado em 18/02/2019, às 14h33

O agressor foi preso em flagrante por tentativa de feminicídio / Foto: Reprodução
O agressor foi preso em flagrante por tentativa de feminicídio
Foto: Reprodução
JC Online

Registros de controle de entrada do prédio, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, onde mora Elaine Perez Caparroz, de 55 anos, mostram que o homem suspeito de espancá-la durante quatro horas usou nome falso para se identificar na portaria.

Segundo a assinatura no caderno de visitas, Vinícius Batista Serra, de 27 anos, deu o nome de Felipe para entrar no prédio, onde estava marcado o primeiro encontro com Elaine, com quem se comunicava há cerca de oito meses por meio de uma rede social.

“Fui conversar com o porteiro e ele, de maneira categórica, afirmou que o rapaz disse se chamar Felipe. Ele colocou esse nome no protocolo de entrada. Isso tem que ser averiguado. Por que ele apresentou um nome diferente? Ele já tinha alguma intenção?”, afirmou Rogério Caparroz, irmão da vítima, em entrevista à Rede Globo.

Elaine segue internada num hospital particular no Rio, em observação. Em exames iniciais, foi identificado que a vítima teve diversas fraturas no rosto, além de ter perdido um dente. 

 

 Foto: Reprodução/Instragram @kyragracie

 

O boletim médico, divulgado nesta segunda-feira (18), relata que Elaine será transferida da Unidade de Terapia Intensiva para um quarto.

“Ela teve fraturas no nariz e ossos da face, além de ter perdido um dente. A paciente deverá sair do CTI e ir para o quarto ainda nesta segunda. O tratamento é feito com analgésicos e anti-inflamatórios, a princípio não haverá necessidade de cirurgia”, explicou ao G1 o médico Helio Primo.



O caso

Uma mulher foi agredida por quatro horas no primeiro o encontro com um jovem, em sua casa, no Rio de Janeiro. Elaine Perez Caparroz, 55 anos, teve diversas fraturas no rosto após ser espancada por Vinícius Batista Serra, 27 anos. O caso foi divulgado pelo Fantástico, da TV Globo, nesse domingo (17).

Segundo ela, eles se conheceram nas redes sociais e trocaram mensagens por oito meses até marcarem o primeiro encontro.

No hospital, ela contou como as agressões começaram: “Ele falou então: 'deita no meu ombro para a gente dormir abraçadinho, pra dormir juntinho. Aí eu falei: 'tá bom'. Eu acordei com ele me esmurrando a cara”.

Elaine contou que tentou se defender, mas Vinícius continuava com as agressões. "Ele foi tentar me dar um mata-leão, foi quando eu coloquei as mãos pra não deixar ele concluir. Aí ele me mordeu, nossa, me deu umas dentadas absurdas, assim, sabe, aí eu comecei a gritar: socorro, socorro, socorro!".

O zelador do condomínio foi quem chamou a polícia depois de ser alertado por vizinhos de Elaine sobre os gritos. Quando ele chegou, a porta estava aberta e o agressor não estava mais dentro do apartamento. O zelador acionou a portaria e pediu aos funcionários para eles não abrissem os portões, para que Vinicius não pudesse fugir.

O agressor foi preso em flagrante por tentativa de feminicídio. Ele disse que tomou vinho, dormiu e acordou em surto. Ele foi preso em flagrante e autuado por tentativa de feminicídio.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Reencontros Reencontros
A menina que salvou os livros numa enchente, o garoto que venceu a raiva humana, o médico que superou a pobreza, os albinos de Olinda e o goleiro de uma só perna foram personagens do projeto Reencontros, publicado em todas as plataformas do SJCC
Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM