Jornal do Commercio
DESPEDIDA

Bispo pede paz em velório de vítimas de atentado em Suzano

As vítimas do massacre na Escola Estadual Professor Raul Brasil foram veladas na Arena Suzano

Publicado em 14/03/2019, às 16h18

A prefeitura de Suzano estimou que pelo menos 5 mil pessoas tenham passado pelo local / Foto: NELSON ALMEIDA / AFP
A prefeitura de Suzano estimou que pelo menos 5 mil pessoas tenham passado pelo local
Foto: NELSON ALMEIDA / AFP
ABr

O bispo de Mogi das Cruzes, dom Pedro Luiz Stringhini, fez um apelo para que as pessoas priorizem a paz, durante a celebração do ato ecumênico em homenagem às vítimas do atentado na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo. A cerimônia ocorreu no início da tarde desta quinta-feira (14) no ginásio onde estão sendo velados seis dos dez mortos durante o tiroteio.

“A paz é fruto da justiça”, disse dom Stringhini diante do auditório cheio. Enquanto as famílias se despediam das vítimas em volta dos caixões, colocados no centro da quadra esportiva, uma fila de pessoas passava ininterruptamente para prestar as últimas homenagens. Um número significativo de pessoas também permanecia nas arquibancadas velando os mortos.

A prefeitura de Suzano estimou que pelo menos 5 mil pessoas tenham passado pelo local. “A gente espera que as famílias se sintam reconfortadas com tamanha presença”, disse dom Stringhini diante da multidão.

O bispo pediu que as pessoas se mantenham firmes para “construir a cultura da paz”, por mais que existam forças que empurrem a sociedade no sentido contrário. “Por mais que os ventos sejam desfavoráveis, que tenhamos maus exemplos, inclusive as declarações que vem de cima, nosso caminho não será desviado. Não vamos acreditar que a violência vence”, disse durante o sermão.



Enterros

A partir das 15h os corpos devem começar a deixar o ginásio rumo ao Cemitério São Sebastião em cortejos a cada 30 minutos. Os enterros devem acabar no início da noite.

Estão sendo velados no local os corpos dos estudantes Caio Oliveira, 15 anos; Claiton Antonio Ribeiro, 17 anos; Kaio Lucas Costa Limeira, 15 anos; e Samuel Melquiades, 16 anos, além da coordenadora pedagógica Marilena Ferreira Umezo, 59 anos, e da funcionária Eliana Regina de Oliveira Xavier, 38 anos. O estudante Douglas Murilo Celestino, por motivos religiosos, está sendo velado em uma igreja da Assembleia de Deus.

Jorge Antonio de Moraes, 51 anos, dono da locadora de onde os atiradores roubaram o carro utilizado na ação, e tio de um dos atiradores, também teve uma cerimônia em separado.


Palavras-chave


OFERTAS

Especiais JC

Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.
Mãe Guerreira Mãe Guerreira
Junto com uma criança, nasce sempre uma mãe, que enfrenta inúmeros desafios para educar, acolher e dar o melhor aos filhos. Por isso, todas elas carregam em si a força e a coragem de verdadeiras guerreiras.
JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM