Jornal do Commercio
RIO DE JANEIRO

Militares presos por metralhar carro e matar músico são ouvidos nesta quarta

Os dez agentes foram presos após o Exército constatar inconsistências na versão dos militares

Publicado em 10/04/2019, às 11h55

Luciana dos Santos Nogueira, mulher de Edvaldo dos Santos Rosa, músico morto em ação do Exército / Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil
Luciana dos Santos Nogueira, mulher de Edvaldo dos Santos Rosa, músico morto em ação do Exército
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil
Agência Brasil

Os dez militares do Exército presos em flagrante por atirar 80 vezes contra um carro, matar um homem e ferir duas pessoas em Guadalupe, na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro, serão ouvidos nesta quarta-feira (10) pela Justiça Militar. Segundo o Comando Militar do Leste, a audiência está marcada para a tarde desta quarta. 

Os agentes disseram que foram alvejados por assaltantes que agiam no local e que eles reagiram à agressão. Na primeira nota divulgada, ainda na tarde de domingo, o CML informou que Evaldo e seu sogro eram assaltantes. No dia seguinte, depois de tomar o depoimento dos militares envolvidos, o Exército constatou inconsistências e decretou a prisão em flagrante de dez deles.

A 1ª Circunscrição Judiciária Militar ficará responsável pela audiência, que decidirá se continuarão presos ou poderão responder ao inquérito militar em liberdade.



Vítima e feridos

Na tarde do último domingo (7), uma guarnição do Exército efetuou vários disparos contra um carro onde estavam o músico Evaldo dos Santos Rosa, de 51 anos, que morreu na hora, e sua família.

Além de Evaldo, ficaram feridos seu sogro, Sérgio Araújo, e um pedestre, que tentou ajudar a família durante o tiroteio. A esposa de Evaldo e seu filho, que também estavam no carro, não ficaram feridos.





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.
Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM