Jornal do Commercio
DESABAMENTO

Vítima de desabamento de prédios no Rio é enterrada

O pastor Cláudio José de Oliveira Rodrigues e a família foram vítimas do desabamento. Esposa e filha sobreviveram

Publicado em 14/04/2019, às 20h55

Bombeiros permanecem na comunidade do Muzema em busca de sobreviventes / Foto: Centro de operação da Prefeitura do RJ
Bombeiros permanecem na comunidade do Muzema em busca de sobreviventes
Foto: Centro de operação da Prefeitura do RJ
Estadão Conteúdo

Foi enterrada neste domingo (14) a primeira vítima do desabamento de dois prédios na comunidade do Muzema, na zona oeste do Rio. Cláudio José de Oliveira Rodrigues, de 40 anos, era pastor. Ele foi sepultado no cemitério do Pechincha, com a presença de mais de 100 pessoas, inclusive da filha de 10 anos, uma das sobreviventes do desabamento.

A pequena Clara teve ferimentos leves. Já Adilma Rodrigues, esposa do pastor, de 35 anos, continua internada em estado grave no CTI do hospital Lourenço Jorge, localizado na Barra da Tijuca.



Resgate

Bombeiros permanecem na comunidade do Muzema em busca de sobreviventes. O domingo foi de chuva leve, o que dificulta o trabalho. Até o início da noite deste domingo, 15 pessoas permanecem desaparecidas. Nove mortes já foram confirmadas. Desde a manhã de sexta, 100 militares da corporação atuam nas buscas com o auxílio de cães farejadores, drones e helicópteros.

Na noite de sábado, foi encontrado o corpo de um menino nos escombros. Com mais essa vítima, chegou a nove o número de mortos. O corpo da criança foi encontrado por volta das 22h deste sábado, 13. Duas horas antes, os bombeiros haviam localizado mais uma vítima, uma mulher, entre os escombros. Os dois corpos, ainda não identificados, foram encaminhados para o Instituto Médico Legal.


Palavras-chave




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM