Jornal do Commercio
Notícia
ESCLARECIMENTOS

Filha de Caroline Bittencourt esclarece boatos sobre morte da mãe

Modelo e seus dois cachorros foram arremessados ao mar

Publicado em 06/05/2019, às 13h31

Caroline e o marido, Jorge Sestini, estavam fazendo de barco a travessia entre Ilhabela e São Sebastião / Foto: Reprodução/Instagram
Caroline e o marido, Jorge Sestini, estavam fazendo de barco a travessia entre Ilhabela e São Sebastião
Foto: Reprodução/Instagram
Estadão Conteúdo

Isabelle, filha da modelo Caroline Bittencourt morta há pouco mais de uma semana no litoral norte de São Paulo, esclareceu os boatos acerca da morte da mãe. Na última semana, circulava a informação de que a modelo teria pulado no mar para salvar seus cachorros. Seu corpo foi encontrado em São Sebastião (SP) na tarde de segunda-feira, 29 de abril, quase 24 horas após o desaparecimento.

"Ela e seu marido, Jorge Sestini, estavam fazendo de barco a travessia entre Ilhabela e São Sebastião, rumo à capital paulista. Aproximadamente na metade da travessia, eles foram surpreendidos por ventos muito fortes (rajadas que passavam de 125km/h segundo registros oficiais). Esses ventos arremessaram a Caroline e seus dois cachorros ao mar, que estava super revolto e com visibilidade muito ruim. Seu marido saltou imediatamente ao mar para resgatá-la", diz o comunicado publicado por Isabelle no Instagram.



O acidente

A embarcação com Jorge e Caroline deixou a ilha às 16h40 do dia 28 de abril com destino à Praia Pontal da Cruz, quando, devido à força dos ventos e da maré, a modelo foi lançada ao mar. Segundo relatos feitos por Jorge Sestini ao Gbmar, logo após ser resgatado, ele teria se jogado na água, mas não conseguiu salvar Caroline. O barco teria ficado à deriva e levado em direção ao alto mar.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM