Jornal do Commercio
Notícia
SÃO PAULO

Acidente com ônibus na Rio-Santos matou adolescente e deixou 12 feridos

O acidente foi por volta das 7 horas, em trecho de serra da rodovia, com pista simples, em São Sebastião, no interior de São Paulo

Publicado em 30/11/2019, às 20h11

Ônibus tombou e deixou mortos e feridos / Foto: Ocorrência 24h Portinari/Facebook
Ônibus tombou e deixou mortos e feridos
Foto: Ocorrência 24h Portinari/Facebook
Agência Estado

Um ônibus que levava 42 jovens esportistas tombou na manhã deste sábado (30) na rodovia Rio-Santos (SP-55), em São Sebastião, litoral norte de São Paulo. Layz Prado Luz, adolescente de 13 anos que era aluna de uma escolinha de rugby, morreu. Outras 12 pessoas ficaram feridas, duas em estado grave, conforme atualização mais recente. 

O acidente foi por volta das 7 horas, em trecho de serra da rodovia, com pista simples, no km 167, entre Boiçucanga e Maresias. O veículo não tinha autorização para esse tipo de viagem, segundo a Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp). O ônibus havia saído de Itanhaém, no litoral sul paulista, e seguia para Ilhabela, onde os jovens disputariam um torneio de rúgbi.

Os atletas, com idades entre 13 e 17 anos, fazem parte da Escolinha de Rugby Athenas Itanhaém. Segundo o Corpo de Bombeiros, tudo indica que o ônibus perdeu o freio na descida da serra, mas as causas serão apuradas pela perícia. O veículo tombou e deslizou, batendo na mureta de concreto, de contenção da pista. A rodovia ficou totalmente interditada durante três horas.

O motorista, identificado apenas como Lincoln, disse que o ônibus ficou sem freio na serra e pegou velocidade. Ao tentar desviar de um carro, ele acabou tombando. O motorista saiu ileso do acidente.

A adolescente que morreu ficou presa nas ferragens do ônibus. Muitos sobreviventes saíram pelas janelas quebradas, pois não conseguiram abrir a saída de emergência. Alguns adolescentes foram retirados desmaiados do coletivo.

Os feridos com maior gravidade foram levados ao Pronto Socorro de São Sebastião. Uma adolescente foi transferida para o Hospital Municipal de São José dos Campos.

As vítimas leves receberam atendimento em unidade de saúde de Boiçucanga. O corpo de Layz foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de São Sebastião.

Sem autorização

O ônibus está caracterizado com as marcas da Viação Grandino, mas a empresa informou que o veículo foi vendido em 2015 para a RTK Transportes. O veículo e a RTK não têm autorização, conforme a Artesp, para esse tipo de viagem.

O proprietário da RTK, Kleison Leandro Leite, disse que o ônibus foi usado indevidamente. "Não autorizamos esta viagem e estamos registrando um boletim de ocorrência contra a pessoa que acertou a viagem com a Rugby Athenas. O ônibus estava com o motorista e ele foi enganado, pois a pessoa que acertou a viagem mentiu ao dizer que havíamos autorizado."



Na tarde deste sábado, Leite disse que estava no 2º Distrito Policial de São Sebastião para prestar esclarecimentos sobre o caso. Mas garantiu que o veículo estava em perfeitas condições de uso. "Fizemos a manutenção preventiva há pouco mais de uma semana." Ainda segundo ele, independentemente do uso indevido, a empresa está dando todo suporte às vítimas e seus familiares.

A Polícia Civil de São Sebastião informou que todas as questões que envolveram o acidente serão apuradas. O ônibus foi levado para uma base da Polícia Rodoviária Estadual e passará por perícia na segunda-feira (2) do acidente e dará todo suporte às vítimas.

Jovem sonha em se profissionalizar no rúgbi

Morta no acidente, Layz Prado Luz, de 13 anos, tinha o sonho de se profissionalizar no rúgbi, segundo a tia, Neusa Luz. "Era uma menina esforçada, dedicada. Agora está com Deus."

Layz morava em Itanhaém e era aluna da escolinha de rúgbi de Itanhaém desde o início deste ano. Os parentes se deslocaram para São Sebastião para cuidar da liberação do corpo. O velório seria realizado em Itanhaém.

A menina estava concluindo o ensino fundamental em escola pública da cidade. Em redes sociais, colegas e professores manifestaram pesar pela morte precoce.

Na sexta-feira (9) ela havia participado de uma mostra de robótica, como encerramento do ciclo. "Foi um anjo que passou pela Terra, alegrou a todos com seu sorriso carinhoso e partiu. Que Deus a receba de braços abertos e conforte toda sua família. Seu sorriso e alegria estarão para sempre em nossos corações", escreveu a professora Veronica Albuixech.

O Athenas Rugby de Itanhaém, onde Layz treinava, foi fundado no 1º semestre do ano passado e mantém equipes profissionais. A equipe feminina conquistou o título do Campeonato Brasileiro de Rugby League 9s, em São Paulo, em 2018.

A escola de rúgbi foi criada com o propósito inicial de prestar serviços sociais no bairro Guapiranga, onde fica a sede. Inicialmente, funcionava como escolinha de jogadoras femininas. Atualmente, tem cerca de 70 atletas nas categorias infantil, juvenil e adulto, feminino e masculino.

A reportagem entrou em contato com a Escolinha de Rugby de Itanhaém, mas não obteve retorno até as 17 horas.

O prefeito de Itanhaém, Marco Aurélio Gomes, lamentou o acidente no Facebook. "Itanhaém amanheceu triste com a notícia do grave acidente que envolveu o ônibus que transportava jovens atletas da cidade para disputar torneio de rugby, em Ilhabela", escreveu no fim da manhã deste sábado.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Reencontros Reencontros
A menina que salvou os livros numa enchente, o garoto que venceu a raiva humana, o médico que superou a pobreza, os albinos de Olinda e o goleiro de uma só perna foram personagens do projeto Reencontros, publicado em todas as plataformas do SJCC
Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM