Jornal do Commercio
ATAQUES

Irã prossegue com a busca de envolvidos nos atentados em Teerã

Várias dezenas de extremistas, membros ou vinculados ao Estado Islâmico, foram detidos ou mortos, de acordo com a imprensa

Publicado em 12/06/2017, às 07h36

Dezessete pessoas morreram e dezenas ficaram feridas no dia 7 de junho / Foto: ATTA KENARE / AFP
Dezessete pessoas morreram e dezenas ficaram feridas no dia 7 de junho
Foto: ATTA KENARE / AFP
AFP

A busca de supostos cúmplices dos autores dos atentados de 7 de junho em Teerã prossegue no Irã, onde várias dezenas de extremistas, membros ou vinculados ao grupo Estados Islâmico (EI), foram detidos ou mortos, de acordo com a imprensa.

No domingo, quatro integrantes do EI morreram "durante confrontos com as forças de segurança" no sul do Irã, informou a agência Isna.

"Dois são estrangeiros", afirmou o general Azizollah Maleki, comandante das forças de segurança da província de Hormuzgan (sul), citado pela Isna, sem revelar sua nacionalidade. Armas e uma bandeira do EI foram apreendidas. 

O ministro da Inteligência, Seyyed Mahmud Alavi, já havia anunciado que o suposto "cérebro e comandante" dos atentados foi morto depois de fugir do país. 

Mas ele não revelou a identidade do homem, o local exato nem as circunstâncias da morte, assim como o que levou as autoridades a estabelecer que ele era o "cérebro" dos atentados. 



O ministério da Inteligência anunciou na sexta-feira a detenção de 41 pessoas em Teerã e nas províncias de Kermanshah, do Curdistão e do Azerbaijão Ocidental, todas próximas das fronteiras com o Iraque e a Turquia. 

Desde então, vários outros suspeitos foram detidos em diversas províncias. 

O ministro Mahmudi Alavi afirmou que quase "25 grupos terroristas foram desmantelados" desde o início do ano iraniano, em 21 de março. 

"Estamos surpresos, porque nos anos anteriores desmantelávamos dois grupos por mês, mas desde o início do ano é praticamente um por dia", afirmou Alavi. 

Mortes em Teerã

Dezessete pessoas morreram e dezenas ficaram feridas no ataque executado por homens armados e homens-bomba na quarta-feira passada contra o Parlamento e o mausoléu do aiatolá Khomeini em Teerã, os primeiros atentados reivindicados pelo EI no Irã. Os cinco criminosos foram mortos.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM