Jornal do Commercio
Conflito diplomático

ONU considera vergonhosos os insultos de Trump ao Haiti e a África

A ONU considerou insultos como vergonhosos, chocantes e racistas

Publicado em 12/01/2018, às 08h08

Trump ofendeu Haití e África / Foto: AFP
Trump ofendeu Haití e África
Foto: AFP
AFP

A ONU considerou as ofensas do presidente americano Donald Trump contra países africanos e o Haiti - que ele definiu como "países de merda" - chocantes, vergonhosas e racistas.

"Se for confirmado, são comentários chocantes e vergonhosos por parte do presidente dos Estados Unidos. Perdão, mas não existe outra palavra do que +racistas+", declarou o porta-voz do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos, Rupert Colville, em coletiva de imprensa em Genebra.

Trump usou palavras ofensivas na quinta-feira, durante um encontro com congressistas sobre a reforma migratória, ao perguntar por que os Estados Unidos devem aceitar pessoas procedentes de "países de merda".



Proposta

O chefe de Estado se reuniu com senadores e legisladores na Casa Branca para falar sobre uma proposta bipartidária que limitaria a reunificação familiar e o chamado programa "sorteio de vistos", em troca de evitar que centenas de milhares de jovens em situação irregular sejam deportados.

"Por que todas essas pessoas de países de merda vêm para cá?", perguntou Trump, segundo relataram fontes ao jornal The Washington Post.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM