Jornal do Commercio
Investigação eleitoral

Trump se sente inocentado após memorando que questiona FBI

Trump alega inocência sobre a intervenção da Rússia nas eleições de 2016

Publicado em 03/02/2018, às 15h36

"Este memorando limpa totalmente Trump das acusações na investigação", afirmou o presidente no Twitter
Foto: AFP
AFP

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reivindicou, neste sábado (3), sua inocência na investigação sobre a intervenção da Rússia nas eleições de 2016, que o levaram ao poder, depois da publicação de um memorando que critica a participação do FBI no caso.

O Congresso tornou público nesta sexta-feira (2) um controverso memorando de inteligência que questiona a integridade do FBI e de funcionários do Departamento de Justiça.

"Este memorando limpa totalmente Trump das acusações na investigação", escreveu o presidente no Twitter.

"Mas a caça às bruxas russa continua. Não houve conluio nem obstrução (a palavra que agora é utilizada, porque depois de um ano investigando infinitamente e sem encontrar nada, o conluio está morto). Esta é uma desgraça americana", acrescentou.



Memorando

O memorando, desclassificado por Trump e redigido pelo titular do Comitê de Inteligência da Câmara dos Representantes, o republicano Devin Nunes, afirma que uma investigação financiada pelos democratas levou o FBI a espionar um ex-assistente de campanha de Trump em 2016, Carter Page.

De acordo com Nunes, o FBI se baseou em informações provenientes do partido Democrata para interceptar conversas de Page.

Os democratas e alguns republicanos sustentam que o memorando é um esforço velado para minar a investigação sobre os vínculos da campanha de Trump e Rússia.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM