Jornal do Commercio
EUA

Interferência russa ameaça eleições de 2018, diz inteligência dos EUA

Em 2016, as chamadas "Fake News" podem ter influenciado as eleições americanas

Publicado em 13/02/2018, às 16h44

Donald Trump em reunião com seu gabinete / MANDEL NGAN / AFP
Donald Trump em reunião com seu gabinete
MANDEL NGAN / AFP
Estadão Conteúdo

Os líderes da comunidade americana de inteligência expressaram, nesta terça-feira (13), diante do Senado, sua convicção de que a interferência contínua da Rússia representa uma ameça às eleições legislativas deste ano nos Estados Unidos. 

Eles também garantiram que o programa nuclear da Coreia do Norte é uma ameça para os Estados Unidos e que o tempo para Washington responder a esse perigo está se esgotando. 

Em uma audiência no Comitê de Inteligência do Senado sobre as ameaças mais urgentes que pairam sobre o país, o diretor nacional de Inteligência, Daniel Coats, e os diretores da CIA, do FBI da NSA e de outras duas agências de espionagem concordaram que os esforços de Moscou para intervir na política americana são tão intensos hoje quanto eram na eleição presidencial de 2016. 



"As eleições de meio de mandato nos Estados Unidos são um alvo potencial para as operações de influência por parte da Rússia", disse Coats, em uma afirmação respaldada pelos outros líderes dos órgãos de segurança. 

A suposta ingerência russa se manteve entre os principais assuntos da reunião, e todos os diretores presentes reafirmaram a vigência de um relatório de inteligência divulgado no ano passado sobre a interferência da Rússia nas eleições presidenciais de 2016 e indicaram que isso poderia voltar a acontecer neste ano. 

"Em toda a comunidade (de inteligência), não vimos nenhum sinal de mudança significativa em relação ao ano passado", disse Coats. 

"Não deve haver dúvidas d


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM