Jornal do Commercio
Punição

População amarra prefeito que não cumpriu promessas na Bolívia

Na imagem divulgada pelo jornal El Deber, ele aparece cercado de cachorros, fumando um cigarro e sendo observado por diversos moradores da pequena cidade

Publicado em 01/03/2018, às 07h38

O município de apenas 8 mil cidadãos já realizou esse mesmo caso há um tempo atrás e como o mesmo político / Foto: Divulgação/El Deber
O município de apenas 8 mil cidadãos já realizou esse mesmo caso há um tempo atrás e como o mesmo político
Foto: Divulgação/El Deber
JC Online

A história a seguir pode até parecer de cinema. Javier Delgado, prefeito da cidade de San Buenaventura, na Bolívia, foi amarrado por quase uma hora em uma armadilha de madeira por não cumprir promessas da candidatura. Segundo os moradores locais, o prefeito tem uma administração ruim.

Delgado explicou ao jornal El Deber na última segunda-feira (26) que ele sentiu "uma profunda tristeza que a população não está informada", além de ser uma punição "mais do que física, moral". 

  

Na imagem divulgada também pelo jornal El Deber, ele aparece cercado de cachorros, fumando um cigarro e sendo observado por diversos moradores da pequena cidade.



Terceira vez

O município de apenas 8 mil cidadãos já realizou esse mesmo caso há um tempo atrás e como o mesmo político. Esta é a terceira vez que Javier passa por essa situação, em apenas dois anos de governo. Segundo o jornal El Deber, ele nega ter feito alguma coisa de errado e se diz perseguido pelos madeireiros endinheirados da cidade, que estariam espalhando “boatos”.

“Foi tudo uma confusão provocada por pessoas que espalharam mentiras com o intuito de revogar meu mandato”, disse o prefeito. “Não consegui me defender. O castigo foi definido rapidamente. Só consegui explicar depois”, continua.

Questionado se pretende tomar ações legais contra o castigo, ele disse que não. “Não é culpa da população. É culpa das pessoas que perderam o poder que sempre tiveram.” 


Palavras-chave


Comentários

Por MARIA LUCIA DE JESUS,09/05/2018

GOSTARIA MUITO QUE ESSA ATITUDE PROLIFERASSE.

Por socram,03/03/2018

Belo exemplo que deveria ser seguido no Recife e, por extensão, em todo o Estado de Pernambuco.

Por Mendes,02/03/2018

Tem gente aqui com pena do Prefeito,pega ele e leva para a tua casa.grande ignóbil.

Por PERNAMBUCANO,02/03/2018

Se existisse isso no Recife o "GERALDO FAZ TUDO" já estaria no Parque da Jaqueira pendurado na árvore !!! Isso não resolve, basta não votar nas próximas eleições nos elementos que fazem mal ao país e ao povo !!!

Por Sávio,02/03/2018

Bruno, se fizer isto aqui, teria até de importar corda do exteroir, pois as fábri-cas daqui não teria capacidade de produção



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM