Jornal do Commercio
Reino Unido

Pais do bebê terminal Alfie perdem recurso para levá-lo a Roma

O juiz disse que este caso de longa data havia chegado ao seu 'capítulo final', rejeitando a petição da família para trasladar o bebê a Itália

Publicado em 24/04/2018, às 22h30

Alfie, nascido em 9 de maio de 2016, sofre de uma rara doença neurológica degenerativa e está hospitalizado desde dezembro de 2016 em Liverpool / Foto: ACTION4ALFIE / AFP
Alfie, nascido em 9 de maio de 2016, sofre de uma rara doença neurológica degenerativa e está hospitalizado desde dezembro de 2016 em Liverpool
Foto: ACTION4ALFIE / AFP
AFP

Um juiz britânico decidiu, nesta terça-feira (25), que o pequeno Alfie, um bebê de 23 meses em estado terminal, não está autorizado a viajar a Roma, como queriam seus pais, mas os autorizou a levá-lo para casa.   

O magistrado Anthony Hayden disse em uma audiência especial em Manchester, no noroeste do país, que este caso de longa data havia chegado ao seu "capítulo final", rejeitando a petição da família para trasladar o bebê a Itália. 

Os pais de Alfie, Tom Evans e Kate James, receberam o apoio do papa Francisco e do governo italiano, que deu a nacionalidade ao bebê, que se encontra em estado semivegetativo, com a ideia de trasladá-lo para lá para que continue recebendo atendimento médico.  O Papa fez um chamado para que "se atenda o desejo dos pais de buscar novas formas de tratamento".

Alfie sofre de doença neurológica rara

Alfie, nascido em 9 de maio de 2016, sofre de uma rara doença neurológica degenerativa e está hospitalizado desde dezembro de 2016 em Liverpool (noroeste da Inglaterra).

Na segunda-feira à noite, o mesmo juiz rejeitou o último pedido dos pais e autorizou os médicos a finalizarem o atendimento. Ele considerou que Alfie é um cidadão britânico e, portanto, está submetido às decisões da justiça britânica.

O pai do bebê disse, nesta terça-feira, que os médicos haviam retirado os sistemas de suporte vital e que, no entanto, o menino estava há horas respirando sozinho.



Hayden rejeitou a possibilidade de levar o bebê a Itália e as afirmações dos pais de que Alfie estava "significativamente melhor" desde que os médicos interromperam os cuidados. 

O juiz disse o melhor que podiam esperar era "explorar" as opções de retirar o bebê dos cuidados intensivos para levá-lo a outra unidade ou inclusive para trasladá-lo a sua casa. 

O Hospital pediátrico Bambino Gesu (menino Jesus) de Roma, que é administrado pelo Vaticano, disse que há um avião médico militar italiano pronto para decolar a qualquer momento e trasladar o bebê. "Meu filho pertence à Itália", declarou seu pai, Tom Evans, aos jornalistas, afirmando que não vai abandoná-lo.

Centenas de manifestantes se reúnem diariamente em frente ao hospital onde Alfie está sendo atendido, rezando o "Pai Nosso" e gritando "Salvem Alfie Evans". Na segunda-feira, a polícia impediu que um grupo de manifestantes entrasse no hospital.

O Real colégio de pediatria e saúde infantil emitiu, nesta terça-feira, um comunicado defendendo os médicos, assegurando que "a decisão de manter ou retirar o tratamento a um bebê não se toma sem reflexão".

O órgão colegiado lembrou que se o tratamento causa ao bebê "uma dor e um sofrimento inaceitáveis" sem possibilidade de cura, é melhor não seguir com ele.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM