Jornal do Commercio
ARGENTINA

Juiz pede autorização para buscas em imóveis de Cristina Kirchner

Ela é investigada como integrante de uma rede de subornos de empresários aos funcionários de seu governo e foi chamada a prestar depoimento à Justiça.

Publicado em 03/08/2018, às 10h25

Como é senadora, Kirchner tem imunidade parlamentar. / EITAN ABRAMOVICH / AFP
Como é senadora, Kirchner tem imunidade parlamentar.
EITAN ABRAMOVICH / AFP
Agência Brasil

A Justiça Federal da Argentina pediu autorização ao Senado para expedir mandados de buscas em três residências e no gabinete da senadora Cristina Fernandez Kirchner, ex-presidente da República (2007-1015).

Ela é investigada como integrante de uma rede de subornos de empresários aos funcionários de seu governo e foi chamada a prestar depoimento à Justiça. O juiz federal Claudio Bonadio foi o autor do pedido ao Senado.



A imprensa argentina noticia que houve uma complexa rede de pagamentos de propina durante a gestão de Kirchner levando a um amplo esquema de corrupção no país. Porém, o processo corre em segredo de justiça.

Depoimento

Como é senadora, Kirchner tem imunidade parlamentar, mas foi chamada por Bonadio para prestar depoimento no próximo dia 13.

Nos últimos dois dias, mais de uma dúzia de pessoas, entre empresários e ex-funcionários dos governos de Nestor Kirchner (2003-2007) e Cristina foram presos sob a acusação de integrar uma "conspiração" com várias empresas que se beneficiaram do complexo esquema de propina.

*Com informações da EFE e da Andes, agência pública de notícias do Equador.





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.
Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM