Jornal do Commercio
COMBATE

Facebook desenvolve ferramentas para lutar contra o assédio on-line

Os usuários poderão informar ao Facebook sobre o assédio a amigos que hesitam em denunciar

Publicado em 02/10/2018, às 17h31

Além disso, está em processo de teste a possibilidade de bloquear termos ofensivos nos comentários / Foto: Lionel Bonaventure/ AFP
Além disso, está em processo de teste a possibilidade de bloquear termos ofensivos nos comentários
Foto: Lionel Bonaventure/ AFP
AFP

O Facebook começou a lançar "novas ferramentas" para ajudar os usuários a pôr fim ao assédio e bullying on-line, que afeta especialmente os jovens, anunciou a empresa nesta terça-feira (2).

Estas "ferramentas e programas" devem ajudar as pessoas "a controlar melhor as experiências indesejadas, ofensivas ou nocivas", explicou em um dos blogs do grupo o responsável do tema no Facebook, Antigone Davis. 

Por exemplo, os 2,2 bilhões de usuários poderão ocultar ou eliminar grupos de comentários ao invés de um por um, disse. 



Outra novidade é que agora um usuário poderá informar ao Facebook sobre o assédio a amigos que hesitam em denunciar essas situações. 

Além disso, a plataforma está testando a possibilidade de que os usuários busquem ou bloqueiem termos considerados ofensivos que apareçam nos comentários de suas publicações. 

Pesquisa

Segundo uma pesquisa publicada no fim de setembro, 59% dos adolescentes americanos dizem que são assediados na Internet e 63% dizem que este é um grande problema para os jovens de sua idade.





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.
Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM