Jornal do Commercio
Estados Unidos

Furacão Michael ganha força, atinge categoria 2 e segue na direção da Flórida

As autoridades americanas determinaram que pessoas na rota provável do furacão devem deixar as suas casas

Publicado em 09/10/2018, às 12h25

O fenômeno pode ainda seguir para Alabama, Geórgia, Carolina do Sul, Carolina do Norte e Virgínia / Lizabeth MENZIES / NOAA/RAMMB / AFP
O fenômeno pode ainda seguir para Alabama, Geórgia, Carolina do Sul, Carolina do Norte e Virgínia
Lizabeth MENZIES / NOAA/RAMMB / AFP
Estadão Conteúdo

O furacão Michael se intensificou e atingiu a categoria 2 nas águas quentes do Golfo do México nesta terça-feira (9), em meio aos temores de que ele possa atingir a Flórida amanhã com ainda mais força. Autoridades determinaram que pessoas na rota provável do furacão deixassem suas casas.

O governador da Flórida, Rick Scott, advertiu as pessoas no noroeste do Estado para a chegada do "furacão monstruoso" em algumas horas, com riscos de mortes por causa dos fortes ventos e temporais. Cerca de 120 mil pessoas receberam ordens para deixar suas casas. Michael tinha rajadas de vento de 155 quilômetros por hora.



O fenômeno pode ainda seguir para Alabama, Geórgia, Carolina do Sul, Carolina do Norte e Virgínia na noite da quarta-feira e na quinta-feira.

Mortes

Agências de defesa civil em El Salvador, Honduras e Nicarágua registraram 13 mortes relacionadas às chuvas, com desabamentos e pessoas arrastadas pelos rios alagados. Seis pessoas morreram em Honduras, quatro na Nicarágua e três em El Salvador. Havia ainda um garoto desaparecido na Guatemala. Fonte: Associated Press.





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.
Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM