Jornal do Commercio
Flórida

Furacão Michael atinge categoria 4 e se torna "extremamente perigoso"

O furacão está acompanhado por ventos de até 210 km/h e deve tocar a terra ainda nesta quarta-feira (10)

Publicado em 10/10/2018, às 08h26

Uma tempestade de até 4 metros é esperada em algumas áreas / Lizabeth MENZIES / NOAA/RAMMB / AFP
Uma tempestade de até 4 metros é esperada em algumas áreas
Lizabeth MENZIES / NOAA/RAMMB / AFP
AFP

O furacão Michael, que avança em direção à costa da Flórida, alcançou a categoria 4, anunciou nesta quarta-feira (10) o Centro Nacional de Furacões (NHC), que classificou o fenômeno como "extremamente perigoso".

O NHC afirmou que o furacão está acompanhado por ventos de até 210 km/h e deve tocar a terra ainda nesta quarta-feira na zona noroeste do estado, com risco para a população. Uma tempestade de até 4 metros é esperada em algumas áreas, de acordo com o NHC.



Serviço Meteorológico Nacional pediu para os moradores deixarem as suas casas

O Serviço Meteorológico Nacional na capital do estado, Tallahassee, divulgou um apelo para que as pessoas obedeçam as ordens de evacuação.

"O furacão Michael é um fenômeno sem precedentes e não pode ser comparado com nenhum dos anteriores. Não arrisque sua vida, saia agora se você recebeu a ordem para fazer isto", afirma o comunicado.





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.
Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM