Jornal do Commercio
ELEIÇÕES 2018

Marine Le Pen critica Bolsonaro por dizer coisas 'extremamente desagradáveis'

Para a líder da extrema direita na França, a expressiva votação do capitão reformado reflete o ambiente de insegurança no Brasil

Publicado em 11/10/2018, às 11h23

Em maio do ano passado, Le Pen perdeu as eleições para o centrista liberal Emmanuel Macron / Foto: AFP
Em maio do ano passado, Le Pen perdeu as eleições para o centrista liberal Emmanuel Macron
Foto: AFP
Estadão

A líder da extrema direita na França, Marine Le Pen, criticou nesta quinta-feira o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) por dizer coisas "extremamente desagradáveis", segundo a rádio francesa RFI. Le Pen fez a declaração em entrevista ao canal France 2.

"Ele tem dito coisas que são extremamente desagradáveis, que não podem ser transferidas para nosso país, é uma cultura diferente", disse Le Pen, referindo-se a declarações polêmicas de Bolsonaro sobre homossexuais e mulheres. "De qualquer forma, a partir do momento em que alguém diz coisas desagradáveis, ele passa a ser de extrema direita na imprensa francesa. Não vejo Bolsonaro como um candidato de extrema direita", acrescentou.



'Votação reflete ambiente de insegurança'

Le Pen atribuiu o forte desempenho de Bolsonaro no primeiro turno da disputa presidencial ao fato de sua campanha se basear na questão da segurança pública e no combate à corrupção. Para ela, a expressiva votação do capitão reformado reflete o ambiente de insegurança no Brasil.

Em maio do ano passado, Le Pen foi derrotada pelo centrista liberal Emmanuel Macron no segundo turno da eleição presidencial francesa.



Comentários

Por Juca,11/10/2018

Quais as declarações polêmicas contra os homossexuais e contra as mulheres? Será aquela de que ele não concorda com a arte de um menino de 05 anos pegando no pinto duro de um adulto no MASP? Ou será aquela de que ele perguntou se Renata Vasconcelos ganha menos de que Bonner? Ah, quem é essa gringa para se meter nos assuntos do Brasil?

Por Samara,11/10/2018

O " JC" parece aquele cachorro vira-lata que se acha o cão de guarda. Quando o dono bate o pé ele sai correndo. Laurindo , ativista da causa homossexual preocupado com seu futuro . Pesquisem sobre "Project Syndicate" e vejam a quem eles devem obediencia.

Por Leo Lopes,11/10/2018

Marine Le Pen ELOGIA Bolsonaro por dizer coisas que a maioria do povo brasileiro quer ouvir.

Por José Carlos de S Lima,11/10/2018

Acho que Le Pen nem sabe onde fica o Brasil.

Por Aldir,11/10/2018

A La Pen deve saber diferenciar bem um conservador de um protofascista



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada
Cantos e Recantos Cantos e Recantos
A temporada de sol está nos espreitando, e a Praia de Boa Viagem é sempre uma opção de passeio. Mas que tal ousar um pouquinho na quilometragem e desbravar outros destinos? Pernambuco tem muitos lugares fantásticos e você vai adorar o roteiro que o JC fe

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM