Jornal do Commercio
SANÇÕES

EUA retarda autorizações da ONU para ajuda à Coreia do Norte

A Coreia do Norte está sob severas sanções impostas por realizar testes de mísseis balísticos e nucleares

Publicado em 09/11/2018, às 03h15

Trump afirma que a pressão das sanções é necessária para obrigar Kim a cumprir sua promessa de eliminar as armas nucleares / Foto: JIM WATSON / AFP
Trump afirma que a pressão das sanções é necessária para obrigar Kim a cumprir sua promessa de eliminar as armas nucleares
Foto: JIM WATSON / AFP
AFP

Os Estados Unidos estão retardando a aprovação de vários pedidos de isenções de sanções para a entrega de tratores, peças de reposição e outros bens necessários para a ajuda humanitária à Coreia do Norte, segundo documentos examinados pela AFP nessa quinta-feira (8).

A Rússia solicitou ao Conselho de Segurança que discuta a situação em uma reunião prevista para a próxima quinta-feira.

A Coreia do Norte está sob severas sanções impostas por realizar testes de mísseis balísticos e nucleares, mas as resoluções da ONU especificam que tais medidas não devem afetar a ajuda humanitária.

As isenções deveriam permitir a entrega de peças de reposição para aparelhos hospitalares, equipamentos agrícolas e outros insumos necessários para projetos humanitários.

Em agosto, a Irlanda apresentou um pedido para que sua agência humanitária Concern Worldwide realize quatro projetos de ajuda na Coreia do Norte, mas a aprovação permanece bloqueada por uma solicitação de análise dos Estados Unidos.

A empresa italiana Agrotec Spa tenta outra autorização, para exportar tratores, reboques e peças de reposição como parte de um programa da União Europeia para melhorar a segurança alimentar.



A Federação Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho apresentou em junho um pedido para projeto de saneamento que permanece sob revisão, revelou um funcionário da organização humanitária.

"O sistema de assistência médica nas áreas rurais da Coreia do Norte é muito frágil e 40% da população não têm acesso a água potável", destacou um funcionário da Cruz Vermelha.

Isenção

As autoridades americanas afirmam que qualquer pedido de isenção de sanções deve ser minuciosamente revisto para garantir que não haja violação do embargo.

Estados Unidos têm rejeitado os apelos de China e Rússia para aliviar as sanções e recompensar Kim Jong-Un por suspender seus testes de mísseis, abrindo o diálogo com Washington.

A administração do presidente Donald Trump afirma que a pressão das sanções é necessária para obrigar Kim a cumprir sua promessa de eliminar as armas nucleares.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM