Jornal do Commercio
ORIENTE MÉDIO

Trump define Síria como apenas 'areia e morte'

''Não estamos falando de vastas riquezas. Estamos falando de areia e morte'' declarou o presidente norte-americano

Publicado em 02/01/2019, às 20h40

Em relação à saída das tropas americanas da Síria, Trump disse
Em relação à saída das tropas americanas da Síria, Trump disse "não querer ficar" no país "para sempre"
Foto: NICHOLAS KAMM / AFP
AFP

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ofereceu nesta quarta-feira (2) uma visão bastante dura da situação na Síria devastada pela guerra, resumindo o país a duas palavras: "areia e morte", sem dar detalhes sobre o momento da retirada das tropas americanas.

"A Síria se perdeu há muito tempo. E, além disso, não quero -- estamos falando de areia e morte. É disso que estamos falando", afirmou Trump em uma reunião de gabinete. 

"Não estamos falando de vastas riquezas. Estamos falando de areia e morte". 

Retirada das tropas

Quanto à polêmica saída das tropas americanas da Síria, Trump sentenciou: "Não quero ficar na Síria para sempre".     

Depois de anunciar recentemente que as tropas voltariam aos EUA de imediato e que o grupo Estado Islâmico (EI) tinha sido derrotado, não deu nenhuma previsão específica para a saída dos efetivos.



"Eu nunca disse que sairíamos da noite para o dia", disse Trump. "Oh, estamos nos retirando", acrescentou, dizendo apenas que isso aconteceria "dentro de um período de tempo".

Nessa segunda-feira (31), o presidente republicano disse que os Estados Unidos estavam "enviando lentamente" as tropas para casa, um tom marcadamente diferente do que ele usou em seu anúncio inicial de retirada em 19 de dezembro. 

Os Estados Unidos instalaram cerca de 2.000 soldados no norte da Síria, a maioria deles forças especiais, para combater o EI e apoiar outras forças anti-extremistas.





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.
Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM