Jornal do Commercio
ATAQUE

Defesa antiaérea síria atira contra 'alvos inimigos' na região de Damasco

Em dezembro, outro ataque foi registrado perto da região de Damasco. O exército israelense confirmou ser o autor dos ataques no final do ano passado

Publicado em 11/01/2019, às 19h56

Até o momento ainda não se sabe se o exército de Israel é o responsável pelos ataques  / Foto: AFP
Até o momento ainda não se sabe se o exército de Israel é o responsável pelos ataques
Foto: AFP
AFP

A defesa antiaérea síria disparou na noite desta sexta-feira contra "mísseis" lançados pela aviação de Israel sobre alvos na região de Damasco, informou a agência oficial Sana, acrescentando que um "depósito" no Aeroporto Internacional da capital foi atingido.

"A maioria" dos mísseis disparados pelos "aviões militares israelenses" foi interceptada, revelou um oficial citado pela Sana, acrescentando que o ataque ocorreu por volta das 23H00 (19H00 Brasília).

"Apenas um depósito do Aeroporto Internacional de Damasco foi atingido", destacou o oficial.

Citando uma fonte do ministério dos Transportes, a Sana informou que "a atividade do aeroporto está normal e não foi paralisada pela agressão".



Já a ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) informou que duas regiões onde há posições das forças iranianas e do movimento libanês Hezbollah foram atacadas: o setor de Kesswa e uma zona próxima ao Aeroporto Internacional de Damasco".

A partir de 2011, Israel bombardeou várias instalações militares sírias e de seus aliados Irã e o  Hezbollah, dois inimigos do Estado hebreu.

Em 25 de dezembro, o regime de Bashar al Assad acusou Israel de disparar mísseis contra a região de Damasco, que segundo o OSDH foi o setor de Kesswa. O Estado hebreu insiste e não permitir que a vizinha Síria seja utilizada por Teerã.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM