Jornal do Commercio
Tragédia

'Vamos reconstruir a Notre-Dame', promete Macron após incêndio

Presidente disse que a França convocará 'seus maiores talentos' para a reconstrução da Notre-Dame

Publicado em 15/04/2019, às 20h18

“Notre-Dame é parte da nossa vida
“Notre-Dame é parte da nossa vida", disse o presidente francês (no centro)
PHILIPPE WOJAZER / POOL / AFP
AFP e Agência Brasil
Atualizada às 22h42

"Vamos reconstruir a Notre-Dame", prometeu o presidente francês, Emmanuel Macron, após o incêndio que destruiu a emblemática catedral gótica, comovendo a França e o mundo inteiro, nesta segunda-feira (15). Macron ainda informou que será criado um fundo nacional e além-fronteiras para buscar a reconstrução do que foi destruído.

"O pior foi evitado, mesmo se a batalha ainda não foi completamente vencida", declarou o presidente, por pouco mais de 5 minutos, visivelmente abalado, antes de agradecer os bombeiros por terem salvo as duas torres e a fachada do monumento.

"As próximas horas serão difíceis", acrescentou Macron, descrevendo o incêndio como uma "terrível tragédia", e acrescentando que a França convocará "seus maiores talentos" para a reconstrução da igreja.



Emmanuel Macron, que pretendia falar ao país para anunciar medidas envolvendo a crise dos "coletes amarelos", cancelou seu discurso para ir ao local do incêndio. “É a nossa história, a nossa literatura e nosso imaginário”, destacou Macron. “Notre-Dame é parte da nossa vida", disse o presidente francês.

O incêndio

O incêndio começou por volta das 18h50 (horário local), aproximadamente 13h50 em Brasília, e se estendeu por mais de quatro horas. A torre principal desabou.

Muitos turistas e franceses acompanharam o trabalho dos mais de 400 bombeiros no local. Os olhares eram de perplexidade e tristeza. A Catedral de Notre-Dame é um dos monumentos mais visitados por turistas em todo o mundo. Em 1991, foi declarada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) patrimônio da humanidade.


Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM