Jornal do Commercio
Tragédia

'Vamos reconstruir a Notre-Dame', promete Macron após incêndio

Presidente disse que a França convocará 'seus maiores talentos' para a reconstrução da Notre-Dame

Publicado em 15/04/2019, às 20h18

“Notre-Dame é parte da nossa vida
“Notre-Dame é parte da nossa vida", disse o presidente francês (no centro)
PHILIPPE WOJAZER / POOL / AFP
AFP e Agência Brasil
Atualizada às 22h42

"Vamos reconstruir a Notre-Dame", prometeu o presidente francês, Emmanuel Macron, após o incêndio que destruiu a emblemática catedral gótica, comovendo a França e o mundo inteiro, nesta segunda-feira (15). Macron ainda informou que será criado um fundo nacional e além-fronteiras para buscar a reconstrução do que foi destruído.

"O pior foi evitado, mesmo se a batalha ainda não foi completamente vencida", declarou o presidente, por pouco mais de 5 minutos, visivelmente abalado, antes de agradecer os bombeiros por terem salvo as duas torres e a fachada do monumento.

"As próximas horas serão difíceis", acrescentou Macron, descrevendo o incêndio como uma "terrível tragédia", e acrescentando que a França convocará "seus maiores talentos" para a reconstrução da igreja.



Emmanuel Macron, que pretendia falar ao país para anunciar medidas envolvendo a crise dos "coletes amarelos", cancelou seu discurso para ir ao local do incêndio. “É a nossa história, a nossa literatura e nosso imaginário”, destacou Macron. “Notre-Dame é parte da nossa vida", disse o presidente francês.

O incêndio

O incêndio começou por volta das 18h50 (horário local), aproximadamente 13h50 em Brasília, e se estendeu por mais de quatro horas. A torre principal desabou.

Muitos turistas e franceses acompanharam o trabalho dos mais de 400 bombeiros no local. Os olhares eram de perplexidade e tristeza. A Catedral de Notre-Dame é um dos monumentos mais visitados por turistas em todo o mundo. Em 1991, foi declarada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) patrimônio da humanidade.


Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM