Jornal do Commercio
Notícia
ÁSIA

Terremoto nas Filipinas deixa mortos, desaparecidos e vários feridos

O terremoto foi seguido por um outro de magnitude 6,3, que abalou a província de Samar, na região central das Filipinas

Publicado em 23/04/2019, às 08h57

Parte da Igreja de Santa Catarina de Alexandria, localizada em Porac, com data do século XVII, desabou / Foto: TED ALJIBE / AFP
Parte da Igreja de Santa Catarina de Alexandria, localizada em Porac, com data do século XVII, desabou
Foto: TED ALJIBE / AFP
Estadão Conteúdo

Um terremoto de magnitude 6,1 na escala Richter atingiu Luzón, principal ilha das Filipinas, nesta segunda-feira (22) deixando ao menos 16 mortos. Segundo o Conselho Nacional de Gestão de Redução de Riscos de Desastres das Filipinas (NDRRMC), há 14 desaparecidos e 81 feridos. O terremoto foi seguido por um outro de magnitude 6,3, que abalou a província de Samar, na região central das Filipinas, na madrugada desta terça-feira (23). Ainda não há informações sobre as vítimas.

A província de Pampanga foi a mais atingida - 15 pessoas morreram, segundo a governadora Lilia Pineda. Ela solicitou que o estado de calamidade fosse declarado o mais rápido possível "para ajudar rapidamente as famílias das vítimas e aqueles cujos imóveis sofreram danos".

Na cidade de Porac, onde um supermercado de quatro andares afundou, foram confirmados cinco mortos. Seis pessoas já foram resgatadas com vida e outras seguem presas nos escombros. Também em Porac, outras sete pessoas morreram vítimas de deslizamentos de terra.



Epicentro

Na cidade vizinha de Lubao, em Pampanga, uma avó e sua neta, de 7 anos, morreram em casa esmagadas por uma parede. Na cidade de Angeles foi registrada outra morte. Na província de Zambales, onde se localizava o epicentro do terremoto, um menino de 6 anos que foi arrastado por uma avalanche de terras no município de San Marcelino também morreu.

Distante 60 quilômetros da capital, Manila, o tremor prejudicou transporte aéreo, ferroviário e rodoviário. Em Pampanga e Zambales oocrreram sérios danos em estradas, pontes e linha férrea. O Aeroporto Internacional de Clark permanecerá fechado até quarta-feira, dia 24, pois a torre de controle foi danificada.

Parte da Igreja de Santa Catarina de Alexandria, localizada em Porac, com data do século XVII, desabou. Na capital Manila, as aulas e o expediente nas repartições públicas estão suspensos para avaliação de possíveis danos e a revisão da estrutura dos edifícios. (Com agências internacionais).




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM