Jornal do Commercio
Notícia
VENEZUELA

'Qualquer mediação internacional deve levar à saída de Maduro', diz Guaidó

O líder da oposição disse ter atendido ao convite da Noruega para "aproximar soluções que passam pelo fim da usurpação, pelo governo de transição e pelas eleições livres"

Publicado em 18/05/2019, às 17h43

Guaidó liderou uma manifestação em Guarenas, periferia de Caracas, neste sábado (18) / Foto: RONALDO SCHEMIDT / AFP
Guaidó liderou uma manifestação em Guarenas, periferia de Caracas, neste sábado (18)
Foto: RONALDO SCHEMIDT / AFP
AFP

O opositor venezuelano Juan Guaidó defendeu, neste sábado (18), que qualquer iniciativa internacional para resolver a crise política em seu país - como a mediação oferecida pela Noruega - deve levar à saída do presidente Nicolás Maduro e a novas eleições.

"Agradecemos por todos os esforços, mas aqui temos tudo claro e não vão nos confundir", afirmou Guaidó, que disse ter atendido ao convite da Noruega para "aproximar soluções que passam pelo fim da usurpação, pelo governo de transição e pelas eleições livres".

Ele minimizou as declarações de Maduro, que nessa sexta-feira (17) proclamou o "início das conversas" com a oposição venezuelana na Noruega.



Neste sábado, Guaidó liderou uma manifestação em Guarenas, periferia de Caracas. Ao fim do ato, pequenos grupos de opositores e de chavistas se enfrentaram, trocando palavras de ordem nas ruas e sem violência física.

'Faciliador'

A Noruega tem uma longa tradição de "facilitador" nos processos de paz no mundo. Em Oslo, foram assinados acordos entre palestinos e israelenses, assim como as negociações de paz entre o governo colombiano e a guerrilha Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), em 2016.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM