Jornal do Commercio
Notícia
REDES SOCIAIS

Documentos revelam que Facebook bloqueou dados de usuários contra concorrentes

Ao menos 7 mil páginas de documentos revelam como o Facebook usou informação pessoal dos usuários para atrair parceiros com a oferta de dados preferenciais

Publicado em 07/11/2019, às 07h39

Os documentos, agora disponíveis na Internet, procedem de um processo em um tribunal da Califórnia da empresa de aplicativos Six4Three / Foto: Pixabay
Os documentos, agora disponíveis na Internet, procedem de um processo em um tribunal da Califórnia da empresa de aplicativos Six4Three
Foto: Pixabay
AFP

Documentos vazados de um processo contra o Facebook revelam como a rede social utilizou dados dos usuários para negociar com anunciantes e prejudicar concorrentes, segundo informações divulgadas pela imprensa americana nessa quarta-feira (6). Ao menos 7 mil páginas de documentos revelam como a direção do Facebook usou informação pessoal dos usuários para atrair parceiros com a oferta de dados preferenciais, enquanto se negava a compartilhar o mesmo tipo de informação com os concorrentes.

O jornalista independente Duncan Campbell entregou a vários meios de comunicação, incluindo Computer Weekly e NBC News, documentos compilados entre 2011 e 2015, incluindo 4 mil comunicados internos do Facebook, que segundo ele revelam "como Mark Zuckerberg e sua equipe administrativa encontraram formas de usar dados dos usuários, incluindo informação pessoal sobre amigos, relacionamentos e fotos, para pressionar seus parceiros".



PROCESSO

Os documentos, agora disponíveis na Internet, procedem de um processo em um tribunal da Califórnia da empresa de aplicativos Six4Three, que acusa o Facebook de arruiná-la ao impedir seu acesso a informações dos usuários da rede social. "Facebook deu ao gigante de vendas online e distribuição Amazon acesso privilegiado a dados de usuários porque o grupo gastou muito dinheiro em publicidade na rede, mas bloqueou a mesma informação para seus concorrentes".

"Os documentos revelam ainda que o aplicativo MessageMe teve seu acesso aos dados suspenso porque estava se tornando muito popular e ameaçava o Facebook", afirma Campbell.

O Facebook não respondeu aos pedidos da AFP para comentar as denúncias.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Reencontros Reencontros
A menina que salvou os livros numa enchente, o garoto que venceu a raiva humana, o médico que superou a pobreza, os albinos de Olinda e o goleiro de uma só perna foram personagens do projeto Reencontros, publicado em todas as plataformas do SJCC
Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM