Jornal do Commercio
Irã

Novo vídeo mostra dois mísseis iranianos atingindo avião

Autenticidade do vídeo foi confirmada pelo jornal New York Times

Publicado em 14/01/2020, às 16h46

Autenticidade do vídeo foi confirmada pelo jornal New York Times / Foto: Reprodução / NYT
Autenticidade do vídeo foi confirmada pelo jornal New York Times
Foto: Reprodução / NYT
JC Online

O jornal New York Times publicou mais um vídeo, cuja a autenticidade foi confirmada pelo periódico, mostrando que dois mísseis atinginram o voo da Ukraine International Arilines (UIA) em 8 de janeiro. Segundo o jornal, os mísseis foram lançados de uma base militar iraniania a 13 quilômetros do local onde o avião foi atingido. As imagens de uma câmera de segurança também circulam em sites e contas do Twitter de entidades do Oriente Médio.

Confira: 

 

Segundo o jornal americano, o video termina explicando porque o transponder do avião parou de funcionar segundos  antes de ser atingido pelo segundo míssil.

Escute o podcast O Fato é sobre a crise no Irã:

PROTESTOS

A admissão do Irã, no sábado (11) de que suas forças armadas derrubaram um avião comercial ucraniano parecia ter a intenção de acalmar as críticas num momento de tensões internacionais altas e agitação doméstica. No entanto, o resultado foi a indignação de iranianos com os líderes do país. Forças de seguranças em Teerã usaram gás lacrimogêneo para dispersar centenas de pessoas que foram às ruas como protesto contra o Exército, que no sábado reconheceu que abateu o avião por engano, aumentando a crise do país. Os protestos seguem desde o final de semana pelas ruas de várias cidades iranianas.



Alguns iranianos culparam seus líderes por incompetência e por mentiras nos três primeiros dias depois da queda, quando o país negou afirmações de que a aeronave havia sido atingida por um míssil iraniano, matando 176 pessoas. Centenas se reuniram na Universidade Amirkabir, na capital, onde alguns jovens homens retiraram pôsteres de Qassim Suleimani, o influente general que foi morto em um ataque norte-americano de drone em Bagdá na semana passada.

GENERAL

Antes de confirmada a autoria do Irã na derrubada do avião de passageiros da Ukraine International Airlines (UIA), milhares de iraquianos e iranianos foram às ruas participar do funeral do general iraniano Qasem Soleimani, morto no Iraque em um ataque americano. "Morte à América", gritou a multidão em Bagdá e nas cidades sagradas xiitas de Kerbala e Najaf na passagem do cortejo fúnebre do general iraniano e de seu braço-direito iraquiano, Abu Mehdi Al Muhandis, mortos na sexta-feira (3) em um ataque com drone perto do aeroporto internacional de Bagdá.

Justificando o ataque, o presidente americano Donald Trump disse que eliminou Soleimani para parar uma guerra e não começar outra, e garantiu que o general planejava um ataque "iminente" contra os interesses dos Estados Unidos. ''Os Estados Unidos cometeram "um ato de guerra" contra o Irã'', considerou o embaixador iraniano na ONU, Majid Takht Ravanchi. "A resposta a uma ação militar é uma ação militar. Por quem, quando ou onde, o tempo dirá".




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM