Jornal do Commercio
O que você acha?

Enquete Conexão: As câmeras de segurança inibem as ações de criminosos?

A segurança privada é um dos requisitos mais buscados entre as pessoas isso devido ao número de assaltos que acontecem diariamente em comércios e também em residências

Publicado em 21/03/2018, às 10h49

As estatísticas da Secretaria de Defesa Social (SDS) já apontavam para o aumento desenfreado dos crimes contra a vida / Foto: Divulgação
As estatísticas da Secretaria de Defesa Social (SDS) já apontavam para o aumento desenfreado dos crimes contra a vida
Foto: Divulgação
JC Online

No mundo em que vivemos, a segurança privada é um dos requisitos mais buscados entre as pessoas isso devido ao número de assaltos que acontecem diariamente em comércios e também em residências, para garantir essa segurança às pessoas estão investindo constantemente em instalações de alarmes, cerca elétrica, ou ate mesmo câmeras de segurança.



As estatísticas da Secretaria de Defesa Social (SDS) já apontavam para o aumento desenfreado dos crimes contra a vida. Enquanto em 2016 foram registrados 18 homicídios, no ano passado foram 41. Apesar disso, não houve reforço de policiamento, a delegacia não passou a funcionar em regime de 24 horas e nenhuma política pública foi inserida para mudar a vida de quem entrou para o mundo das drogas. Omissão municipal e estadual.

Para você, as câmeras de segurança inibem as ações de criminosos? 

Qual a sua opinião? 

 

 

 


Recomendados para você


Comentários

Por Isaias Antonio ,24/09/2018

Artigo muito pertinente sobre a segurança. Parabenizamos toda equipe pela produção de divulgação do conteúdo. Academia de Segurança

Por Vilmar Lopes,21/03/2018

Câmeras não inibem ação criminoso praticada por bandido, pois, eles não importam mais de serem vistos, pois, a Lei os garante na impunidade. Crime só vai reduzir quando tiver punição eficiente.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM