Jornal do Commercio
Editorial
INVESTIMENTOS

Editorial: É preciso investir na infraestrutura do Brasil

Em um patamar que não passou de 2,5% em 15 anos, o investimento em infraestrutura foi de 1,7% desde 2016

Publicado em 26/08/2019, às 07h30

A começar da logística – portos, aeroportos e ferrovias – passando pela energia, água e saneamento, há muito a ser concluído antes de se começar a pensar em projetos novos / Foto: Foto: Diego Nigro/Acervo JC Imagem
A começar da logística – portos, aeroportos e ferrovias – passando pela energia, água e saneamento, há muito a ser concluído antes de se começar a pensar em projetos novos
Foto: Foto: Diego Nigro/Acervo JC Imagem
JC Online

Quando a economia vai bem, o nível de arrecadação permite que, além de honrar compromissos básicos, os governos tenham capacidade para investir, melhorando as condições para o ciclo de crescimento prosseguir e até se expandir. Quando a economia vai mal, a baixa arrecadação dificulta o cumprimento do orçamento, e os projetos estruturadores são logo sacrificados. Nas últimas décadas, o Brasil tem investido menos em infraestrutura do que deveria, levando-se em conta as demandas geradas pelo crescimento do Produto Interno Bruto (PIB). E mesmo o aumento de poder aquisitivo de parcela expressiva da população pode ter sido tragado pelo déficit estrutural que reprime a economia como um todo, limita os ganhos da expansão e paralisa o potencial humano no desemprego alto, combinado com a atividade econômica de poucas alternativas.

O que já estava aquém das necessidades nacionais piorou recentemente: em um patamar que não passou de 2,5% em 15 anos, o investimento em infraestrutura foi de 1,7% desde 2016. De acordo com a Associação Brasileira de Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib), o percentual teria que ser de 4,3% ao longo de uma década, para superar os gargalos que travam o País. Isso significaria um aporte de R$ 300 bilhões na economia. Como chegar perto desse montante? O fórum regional da entidade reuniu governadores e vice-governadores do Nordeste, na última quinta-feira, em Teresina (PI) com o objetivo de formular estratégias para reverter a seta, e sair do atoleiro do déficit.



O cálculo do governo federal impõe ainda mais planejamento ao desafio da infraestrutura. Segundo a Secretaria de Desenvolvimento de Infraestrutura do Ministério da Economia, o tamanho da demanda no setor é de R$ 10 trilhões até 2040, ou seja, nas próximas duas décadas. De fato, como afirmou o secretário Diogo Macordi, a existência do déficit abre um horizonte de oportunidades, no qual ele apontou o programa de concessões à iniciativa privada, divulgado na semana passada pelo governo Jair Bolsonaro. No mesmo tom, o governador do Piauí, Wellington Dias, ressaltou os potenciais nordestinos nas áreas de energia renovável, mineração e logística, utilizando a expressão “mapa de oportunidades”.

NORDESTE

Para o Nordeste e as demais regiões, no entanto, o mapa da infraestrutura é, atualmente, um diagrama de problemas e obras inacabadas. A começar da logística – portos, aeroportos e ferrovias – passando pela energia, água e saneamento, há muito a ser concluído antes de se começar a pensar em projetos novos.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM