Jornal do Commercio
Editorial
TRANSPORTE PÚBLICO

Editorial: O metrô é indispensável e não pode parar

As 77 panes do metrô do Recife anotadas neste ano são sinais de que o sistema se aproxima perigosamente do colapso

Publicado em 29/08/2019, às 07h32

Não dá mais para pensar a capital e seu entorno metropolitano sem o serviço do metrô / Foto: Diego Nigro/Acervo JC Imagem
Não dá mais para pensar a capital e seu entorno metropolitano sem o serviço do metrô
Foto: Diego Nigro/Acervo JC Imagem
JC Online

A paralisação por 33 horas de uma linha que transporta 250 mil passageiros por dia e as 77 panes do sistema anotadas neste ano são sinais de que o metrô do Recife se aproxima perigosamente do colapso. Trata-se de um cenário impensável do qual decorre a pergunta em que está contido um cataclismo: o que será do Grande Recife sem o metrô, se nossa capital foi eleita como o pior trânsito do Brasil e figura entre os 10 mais caóticos do mundo, de acordo com a edição 2018 do ranking Traffic Index? Se assim é quando contamos com o mais eficiente transporte de massa em qualquer grande centro urbano, sem ele passaríamos ao primeiríssimo lugar, instalando-se o caos com a obstrução de todos os corredores de circulação de ônibus e automóveis, incapazes de atender a centenas de milhares de pessoas em movimento diariamente, travando comércio, indústria e prestação de serviços na região metropolitana.

Não é possível imaginar-se que servidores públicos e população desconheçam a evidência de que não dá mais para pensar a capital e seu entorno metropolitano sem o serviço do metrô. Contudo, as mais recentes panes apontam para causas previsíveis, associadas a problemas operacionais, sucateamento financeiro e vandalismo, fatores que podem ser constatados, medidos e impedidos por mecanismos de manutenção indispensáveis no caso de um serviço público dessa envergadura, com tanta urgência e necessidade coletivas.

A população se torna um dos protagonistas principais desse problema quando ocorre o roubo de cabos ou - como constatou a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) - uma rede de pesca teria sido a causa da mais recente paralisação do sistema. Da mesma forma se faz protagonista o poder público quando o sistema metro-ferroviário fica sem recursos para despesas básicas. 



É claro que vandalismo, irresponsabilidade ou, até, em grau extremo, terrorismo, são atitudes de difícil monitoramento, mas dada a complexidade de um serviço público como o metrô ou qualquer outro transporte coletivo também é preciso trabalhar-se com essas hipóteses, o que implica na previsão de ações preventivas e atitudes cirúrgicas meticulosas para impedir ou corrigir doenças urbanas de tamanha gravidade, cujos sintomas mais visíveis já estão diagnosticados como problemas operacionais e financeiros.

TRANSPORTE INDISPENSÁVEL

O fundamental é o entendimento evidente de que a população metropolitana do Recife não pode ser paralisada por omissão do poder público, que deve assegurar os recursos para o funcionamento e a manutenção de um sistema rigorosamente indispensável. A simples admissão de um colapso desse serviço é uma demonstração de incompetência que não pode prosperar, sob pena de danos sociais mais graves, como aconteceram nas jornadas de 2013 em todo o País em decorrência, apenas, do aumento das tarifas de transportes públicos.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM