Jornal do Commercio
Editorial
ECONOMIA

Editorial: Retomar o crescimento da economia é um grande desafio

Há fortes rumores de recessão mundial se avizinhando, justamente na hora em que o Brasil precisa de impulso para resgatar a produção

Publicado em 04/10/2019, às 08h27

 A consolidação de uma trajetória de retomada continua dependendo de ambiente de negócios mais propício ao consumo e aos investimentos / Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
A consolidação de uma trajetória de retomada continua dependendo de ambiente de negócios mais propício ao consumo e aos investimentos
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
JC Online

O crescimento da produção industrial em agosto foi digno de nota, embora não tenha chegado a 1%. Afinal, quebrou uma tendência declinante de três quedas consecutivas, que já ligava o alerta do retorno da recessão e suas implicações não apenas econômicas, mas sociais e políticas. Sabe-se o preço que uma economia vacilante cobra da população – basta conferir os efeitos da alta taxa de desemprego e desocupação. E a pressão sobre os governantes. O presidente Jair Bolsonaro e sua equipe, em especial a parte dela comandada por Paulo Guedes, contavam com o desempenho de recuperação no primeiro ano do mandato, para acertar o planejamento de uma retomada da atividade produtiva e de maior nível de consumo a partir do ano que vem.

O desafio é grande. Há fortes rumores de recessão mundial se avizinhando, justamente na hora em que o Brasil precisa de impulso para resgatar a produção e os postos de trabalho perdidos. Se os maiores atores da praça global, como os Estados Unidos e a China, continuarem dando sinais de desaceleração, as condições externas para a recuperação brasileira esperada para os próximos anos podem ficar comprometidas. Daí a urgência da realização de reformas estruturantes, como a da previdência e a tributária, para ampliar a capacidade de investimento e a competitividade dos diversos setores da indústria nacional. Sem as reformas, o desafio pode se tornar ainda mais difícil – esticando os problemas que já se põem no presente, de forma cumulativa, exigindo respostas rápidas do poder público e resiliência redobrada da iniciativa privada.



A queda na produção industrial brasileira em 2019 está longe de ser revertida com a celebração merecida do melhor mês de agosto desde 2014. Além disso, o aumento de produção se deu em poucas atividades, segundo o IBGE. A consolidação de uma trajetória de retomada continua dependendo de ambiente de negócios mais propício ao consumo e aos investimentos. Enquanto as reformas esperam em acaloradas discussões no Congresso, a economia segue gelada do lado de fora. Levantamento da BlueLine Asset, publicado no JC dessa quinta, aponta que no período de 2014 para cá, os países emergentes – fora a China – reportaram um crescimento industrial da ordem de 8%. Em comparação, na América Latina, tendo o Brasil como carro-chefe, e a Argentina em mergulho no abismo, o desempenho foi negativo em 4% nesses cinco anos. Vale anotar que o tamanho da crise no continente se deve, em parte, à letargia verde-amarela, em virtude do peso relativo da nossa economia na região.

Ranking

A indústria brasileira ainda está em nona posição no ranking das nações industrializadas, figurando entre as dez maiores do planeta. Mas o tamanho pode influenciar nas dificuldades para sair do atoleiro. A conclusão das reformas é apenas o primeiro passo na direção correta da modernização, da desburocratização e da liberalização, que demanda foco e aprofundamento para que o caminho da recuperação não seja tão longo e penoso.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM