Jornal do Commercio
Notícia
DESIGUALDADE

Editorial: No Brasil, ricos ficam mais ricos e pobres mais pobres

A distância em termos financeiros é grande: de cerca de R$ 27 mil no topo da pirâmide, para R$ 820 na base

Publicado em 21/10/2019, às 07h28

Novos dados a respeito dessa disparidade apontam que a pequena fatia de 1% mais rica detém quase 34 vezes a renda de metade dos brasileiros / Foto: Arquivo/Agência Brasil
Novos dados a respeito dessa disparidade apontam que a pequena fatia de 1% mais rica detém quase 34 vezes a renda de metade dos brasileiros
Foto: Arquivo/Agência Brasil
JC Online

A concentração de renda no Brasil persiste em alto patamar, enquanto a maioria da população não se livra de problemas históricos de carência, maus serviços prestados pelo Estado e falta de oportunidades. Novos dados a respeito dessa disparidade apontam que a pequena fatia de 1% mais rica detém quase 34 vezes a renda de metade dos brasileiros. A distância configura o abismo social que separa os mais bem remunerados de uma legião que demanda serviços dignos para a melhoria da qualidade de vida. Um abismo criado e mantido há muitos anos, consequência ainda da má distribuição de renda quando o País mais se desenvolveu, durante décadas de crescimento destacado no mundo, comparável à China. Isso se deu no século passado, até os anos 1980. De lá para cá, após a década perdida na economia – mas compensada pela distensão política que resultou no fim do regime militar e na redemocratização – o ritmo do crescimento diminuiu. E foi atrapalhado por períodos de recessão e estagnação, como o que atravessamos agora.

A distância em termos financeiros é grande: de cerca de R$ 27 mil no topo da pirâmide, para R$ 820 na base. Os valores são referentes ao ano passado e integram a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad Contínua) do IBGE. Trata-se do maior distanciamento desde 2012. Na visão da gerente da pesquisa, Maria Lúcia Vieira, a explicação mora na estação recessiva dos últimos anos, que penalizou sobretudo os trabalhadores de carteira assinada, aumentando o desemprego e corroendo a renda das famílias. 



Vale notar que a crise não atingiu a elite como foi sentida pela maioria. Entre 2017 e 2018, os mais ricos ganharam mais, e os mais pobres perderam o tosco poder aquisitivo que possuíam. Além disso, os 10% que ganharam mais concentraram 43% da renda, ao passo que os 10% que ganharam menos ficaram com menos de 1% no ano passado. Outro dado importante para o quadro de nossa desigualdade contínua é que ela se manifesta também no desequilíbrio regional. O Sudeste, com apenas quatro estados da federação – sendo a mais populosa região, mas com 40% do total de habitantes – reúne cifra de rendimentos maior do que a soma de todas as demais regiões.

DESAFIO

O desafio é voltar a crescer, desta vez calibrando o crescimento diante da patente condição de continuidade do drama social detectada ano após ano pelo IBGE. Tudo que formou uma nação desigual, bem como os fatores que têm permitido a permanência do fosso, precisam ser analisados, pois o futuro do Brasil passa pela redução das desigualdades.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM