Jornal do Commercio
pernambuco

Eleições: Herança política de geração em geração

Com o peso na certidão de nascimento, afiam suas armas para a briga eleitoral e já percorrem o Estado em busca de votos

Publicado em 20/08/2018, às 18h54

Marília Arraes (PT) e João Campos (PSB) são uma das principais apostas dos seus partidos / Foto: JC Imagem
Marília Arraes (PT) e João Campos (PSB) são uma das principais apostas dos seus partidos
Foto: JC Imagem
Maria Eduarda Bravo
mebravo@ne10.com.br

João, Marília e Vinícius são promessas de muitos votos na disputa por uma vaga na Câmara nas eleições deste ano. Sem os sobrenomes, certamente, teriam dificuldade para se mostrar ao eleitor. Mas são filhos ou netos de tradicionais políticos pernambucanos e carregam os sobrenomes Campos, Arraes e Mendonça. Com o peso na certidão de nascimento, afiam suas armas para a briga eleitoral e já percorrem o Estado em busca de votos.

Filho do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos e bisneto do também ex-governador Miguel Arraes, João Campos é a principal aposta do PSB de Pernambuco para renovar sua bancada na Câmara. Ele vem sendo preparado para a disputa desde a morte do pai, na campanha presidencial de 2014. Sobre a candidatura de João, há inclusive a expectativa de que ele seja o deputado federal mais bem votado deste ano.

Impulsionada pelo sobrenome do avô, Miguel Arraes, e pela alta popularidade de Luiz Inácio Lula da Silva em Pernambuco, Marília Arraes lançou-se como deputada federal pelo Partidos dos Trabalhadores (PT) após ter sua candidatura ao governo rifada. Ela é uma das principais apostas do PT e deve ser uma das mais bem votadas.



Outros candidatos

Outro candidato que carrega um forte sobrenome e estreia na busca à Câmara é o filho do ex-ministro e atual deputado federal democrata Mendonça Filho, Vinícius Mendonça (DEM). O jovem, de 24 anos, disputará uma cadeira “deixada pela pai”, que buscará uma vaga ao Senado. 

Quem também tenta se eleger deputado federal é o empresário Tonynho Rodrigues (SD). Ele é a aposta do pai, o deputado estadual Tony Gel (MDB), que este ano busca a reeleição para a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).

Caso consigam ser os mais votados no Estado, repetirão o feito de outros membros de clãs políticos tradicionais brasileiros que foram campeões de votos já na estreia: caso de Aécio Neves (PSDB), neto de Trancredo Neves e o mais votado em Minas Gerais em 1986; e ACM Neto (DEM), neto de Antônio Carlos Magalhães, que teve mais de 400 mil votos em sua primeira eleição em 2002, na Bahia.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada
Cantos e Recantos Cantos e Recantos
A temporada de sol está nos espreitando, e a Praia de Boa Viagem é sempre uma opção de passeio. Mas que tal ousar um pouquinho na quilometragem e desbravar outros destinos? Pernambuco tem muitos lugares fantásticos e você vai adorar o roteiro que o JC fe

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM