Jornal do Commercio
Ibope

Ibope: Após queda de percentual, oposição ainda acredita em mudança

Na pesquisa, Armando aparece com 24% dos votos, enquanto o governador Paulo Câmara aparece com 33%

Publicado em 05/09/2018, às 07h00

Na segunda pesquisa, o senador Armando Monteiro (PTB) teve 24% de intenção de voto / Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Na segunda pesquisa, o senador Armando Monteiro (PTB) teve 24% de intenção de voto
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Renata Monteiro
rmonteiro@jc.com.br

Os números da pesquisa Ibope/TV Globo – que mostram o senador Armando Monteiro (PTB) com 24% de intenção de voto, enquanto o governador Paulo Câmara (PSB) aparece com 33% da preferência do eleitorado – aparentemente não assustaram a coligação Pernambuco Vai Mudar. O cenário, segundo membros do coletivo procurados pela reportagem, demonstram a polarização da disputa e falam apenas do momento atual, que, segundo eles, ainda pode virar.

Um dos coordenadores da campanha de Armando, o deputado federal Daniel Coelho (PPS) disse ver com naturalidade o crescimento dos dois candidatos na comparação com o levantamento anterior, de agosto, quando o socialista surgia com 27% das intenções de voto e o petebista despontava com 21%, empatados tecnicamente. “Os números mostram que essa é uma campanha polarizada e muito disputada. Ela deve ser decidida voto a voto, mas está começando agora. Nós ainda teremos debates, os candidatos menores ainda vão se colocar dentro do processo. Está tudo dentro do esperado”, avaliou o parlamentar.

QUEDA

Ao comentar a queda no desempenho dos candidatos ao Senado pela coligação, os deputados federais Mendonça Filho (DEM) e Bruno Araújo (PSDB), que despencaram dois pontos percentuais em relação à pesquisa anterior e agora possuem 23% e 8% da preferência dos eleitores, respectivamente, Daniel afirmou que, historicamente, a eleição para o Senado em Pernambuco tende a ser decidida na reta final da campanha.



“A população não está debatendo na rua o candidato ao Senado. Ela começa a debater o candidato ao governo, o presidente, depois escolhe os demais candidatos, esse é o processo normal. Variação dentro da margem de erro eu acho absolutamente normal”, afirmou Daniel, lembrando que nas últimas eleições o candidato do PT, João Paulo, aparecia bem posicionado nas pesquisas, mas acabou por não se eleger.

Sobre a estratégia do grupo para reverter o cenário atual e se aproximar do eleitorado, o deputado federal foi incisivo ao revelar que só propostas que dialoguem objetivamente com a população serão eficazes para alcançar esse objetivo. “A gente sabe que há um sentimento de mudança no Estado. O que precisa ser colocado agora é: mudar para onde? Mudar para que? É isso que Armando vai detalhar nos próximos programas de TV e nos debates”, disse.

O senador Armando Monteiro foi procurado para comentar os resultados do levantamento, mas não foi localizado.





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.
Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM