Jornal do Commercio
CRÍTICA

PT diz, em nota, que denúncia do MP contra Haddad é 'falaciosa'

A presidente do PT Gleisi Hoffmann divulgou uma nota assinada afirmando que denúncia contra Haddad é falaciosa

Publicado em 05/09/2018, às 14h48

O MP de São Paulo denunciou o ex-prefeito de São Paulo pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha / Foto: Sérgio Bernardo/ JC Imagem
O MP de São Paulo denunciou o ex-prefeito de São Paulo pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha
Foto: Sérgio Bernardo/ JC Imagem
Estadão Conteúdo

O PT divulgou nota assinada pela presidente do partido, Gleisi Hoffmann, na qual afirma que a denúncia contra o candidato a vice-presidente Fernando Haddad, feita na terça-feira (4) pelo Ministério Público de São Paulo, é "falaciosa" e "mais uma prova do engajamento político e partidário de setores da instituição escandalosamente vinculados ao PSDB".

O MP de São Paulo denunciou o ex-prefeito de São Paulo pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. A acusação formal da Promotoria é o terceiro desdobramento - desta vez, criminal - da delação premiada do ex-presidente da UTC Engenharia Ricardo Pessoa. Ele afirmou ter pagado uma dívida de R$ 2,6 milhões da campanha petista de 2012 à Prefeitura com recursos de caixa 2.

De acordo com a nota do PT, no entanto, essa é a "segunda denúncia fabricada contra Haddad em apenas uma semana". "E mais uma vez a partir de antigas delações mentirosas, negociadas pelos promotores com um corrupto confesso, que já foi desmentido oito vezes".



Lula

A nota faz um paralelo com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, dizendo tratar-se do "mesmo tipo de ataque", com "os mesmos objetivos". Ainda segundo o texto, além de defender a inocência e a integridade pessoal de Fernando Haddad, o PT irá representar mais uma vez ao Conselho Nacional do Ministério Público para denunciar um promotor que "manipula e desonra a instituição".

A denúncia, antecipada nesta terça-feira pela Coluna do Estadão, foi oferecida pelo promotor Marcelo Mendroni, do Grupo de Atuação Especial de Repressão à Formação de Cartel e à Lavagem de Dinheiro e de Recuperação de Ativos do MP-SP.

Ele se vale da teoria do domínio do fato para afirmar que, em 2013, Haddad, recém-eleito prefeito, "detendo o poder de, em razão de suas funções, ainda que em perspectiva de hipótese e mesmo que não se concretizasse, qualquer contrapartida para a empresa UTC Empreiteira S.A., solicitou e recebeu, indiretamente, vantagem indevida". "Depois, agiu por interpostas pessoas de forma a dissimular a natureza, a origem, a localização e a movimentação dos valores provenientes, direta e indiretamente, daquela infração penal", diz a denúncia.



OFERTAS

Especiais JC

Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.
Mãe Guerreira Mãe Guerreira
Junto com uma criança, nasce sempre uma mãe, que enfrenta inúmeros desafios para educar, acolher e dar o melhor aos filhos. Por isso, todas elas carregam em si a força e a coragem de verdadeiras guerreiras.
JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM