Jornal do Commercio
Eleições

Pernambuco Vai Mudar minimiza resultado de pesquisa Ibope

Armando Monteiro, cabeça de chapa da coligação, tem 9 pontos a menos que o líder da pesquisa, Paulo Câmara

Publicado em 06/09/2018, às 07h34

Senador Armando Monteiro / Foto: Leo Motta/JC Imagem
Senador Armando Monteiro
Foto: Leo Motta/JC Imagem
Renata Monteiro e Vinícius Sales

Os números da mais recente pesquisa Ibope – que mostram o senador Armando Monteiro (PTB) com 24% de intenção de voto, enquanto o governador Paulo Câmara (PSB) aparece com 33% da preferência do eleitorado – aparentemente não assustaram a coligação Pernambuco Vai Mudar. O cenário, segundo membros do coletivo procurados pela reportagem, demonstram a polarização da disputa e falam apenas do momento atual, que, segundo eles, ainda pode virar.

Um dos coordenadores da campanha de Armando, o deputado federal Daniel Coelho (PPS) disse ver com naturalidade o crescimento dos dois candidatos na comparação com o levantamento anterior, de agosto, quando o socialista surgia com 27% das intenções de voto e o petebista despontava com 21%, empatados tecnicamente. “Os números mostram que essa é uma campanha polarizada e muito disputada. Ela deve ser decidida voto a voto, mas está começando agora. Nós ainda teremos debates, os candidatos menores ainda vão se colocar dentro do processo. Está tudo dentro do esperado”, avaliou o parlamentar.

Ao comentar a queda no desempenho dos candidatos ao Senado pela coligação, os deputados federais Mendonça Filho (DEM) e Bruno Araújo (PSDB), que despencaram dois pontos percentuais em relação à pesquisa anterior e agora possuem 23% e 8% da preferência dos eleitores, respectivamente, Daniel afirmou que, historicamente, a eleição para o Senado em Pernambuco tende a ser decidida na reta final da campanha.

“A população não está debatendo na rua o candidato ao Senado. Ela começa a debater o candidato ao governo, o presidente, depois escolhe os demais candidatos, esse é o processo normal. Variação dentro da margem de erro eu acho absolutamente normal”, afirmou Daniel, lembrando que nas últimas eleições o candidato do PT, João Paulo, aparecia bem posicionado nas pesquisas, mas acabou por não se eleger.

Sobre a estratégia do grupo para reverter o cenário atual e se aproximar do eleitorado, o deputado federal foi insicivo ao revelar que só propostas que dialoguem objetivamente com a população serão eficazes para alcançar esse objetivo. “A gente sabe que há um sentimento de mudança no Estado. O que precisa ser colocado agora é: mudar para onde? Mudar para que? É isso que Armando vai detalhar nos próximos programas de TV e nos debates”, disse.



O senador Armando Monteiro foi procurado para comentar os resultados do levantamento, mas não foi localizado.

PSOL

A candidata pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), Dani Portela pontuou 3% nas intenções de votos na pesquisa divulgada pelo Ibope, nesta quarta-feira (5).

Procurada, Dani minimiza o resultado afirmando que eleições são "uma caixinha de surpresas". "É uma grande surpresa. Em eleições anteriores já vimos candidatos que estavam no segundo turno ultrapassarem os primeiros e alcançando a vitória."

A pesquisa também mediu a expectativa de vitória dos candidatos ao governo do estado, nela Dani pontua 0%. Comentando, ela afirma que, independente do resultado, sua candidatura já contribuiu para a política local. "Ultimamente vejo muita gente animada com nossa candidatura e penso que a nossa maior vitória foi trazer ao eleitor o encantamento com a política.

REDE

Por meio de sua assessoria, o candidato Júlio Lossio afirmou estar contente por se consolidar em 3°lugar nas pesquisas, com 3% da intenção dos votos.

O candidato Maurício Rands (PROS) informou que não comenta pesquisas eleitorais. A candidata Simone Fontana (PSTU) foi contactada, mas até o momento não retornou à reportagem. Ambos pontuam 3% das intenções de votos.





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.
Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM