Jornal do Commercio
INTERNADO

Após cirurgia, Bolsonaro segue na UTI sem previsão de alta

De acordo com com boletim médico divulgado na noite desta quinta-feira (13), ele está recebendo analgésicos para controle de dor e tem quadro estável

Publicado em 13/09/2018, às 20h23

O candidato continua em jejum oral com alimentação endovenosa / Foto: @FlavioBolsonaro via Twitter
O candidato continua em jejum oral com alimentação endovenosa
Foto: @FlavioBolsonaro via Twitter
Estadão Conteúdo

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) passou o dia na UTI do Hospital Albert Einstein, na zona sul de São Paulo, em recuperação após uma cirurgia de emergência realizada no final da noite de quarta-feira (12). De acordo com o boletim médico divulgado no início da noite desta quinta-feira, 13, o paciente está na Unidade de Terapia Intensiva e permanece estável enquanto recebe analgésicos para controle de dor. Além disso, o candidato continua em jejum oral com alimentação endovenosa. Por enquanto, não há previsão de alta da UTI.

Pela manhã, os médicos informaram que Bolsonaro "foi readmitido na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na madrugada" depois de ter sido submetido a uma intervenção cirúrgica. Segundo o primeiro boletim do dia, "durante o dia de ontem (quarta-feira) o paciente apresentou distensão abdominal progressiva sugerindo o diagnóstico de obstrução intestinal. Este diagnóstico foi confirmado por tomografia computadorizada realizada durante à tarde."



Cirurgia de urgência

De acordo com a nota divulgada no início da manhã desta quinta-feira, "o paciente foi levado para a cirurgia de urgência onde foram desfeitas as aderências do intestino e liberado o ponto de obstrução. Além disso, constatou-se um extravasamento de secreção entérica (secreção intestinal) a montante do ponto de obstrução em uma das suturas realizadas anteriormente para correção dos ferimentos intestinais. Em grandes traumas abdominais esta complicação é mais frequente do que em cirurgias programadas. A limpeza abdominal foi realizada como feito rotineiramente. O procedimento teve duração de duas horas. O paciente evoluiu bem após a cirurgia, sem intercorrências e encontra-se na Unidade de Terapia Intensiva."

Assinaram a nota os médicos Antônio Luiz Macedo, cirurgiã, Leandro Echenique, clínico e cardiologista, e Miguel Cendoroglo, Diretor Superintendente do Hospital Israelita Albert Einstein.

Após visita a Bolsonaro, o deputado Major Olímpio (PSL) se disse aliviado com o resultado da operação.


Palavras-chave


Comentários

Por Revoltado,14/09/2018

Não se poder desejar o mal a ninguém. A Bolsonaro, desejo plena recuperação, e que ele depois dessa reveja os seus conceitos e tenha mais cuidado com a língua. Infelizmente estamos em um momento em que as opções de voto estão comprometidas. Coitado do povo brasileiro!

Por Luiz Félix de Freitas Silva,14/09/2018

Bom dia, Jarbas. Você tem toda razão. Esses elementos petistas são uns analfabetos sociais e cegos, energúmenos, mentecaptos e deletérios. São uns Maria vai com as outras. São uns marionetes manipulados pelos demais elementos da organização PToristas. São uns pobres coitados que não enxergam um palmo a frente de seus narizes e que só sabem agitar. É uma sigla amaldiçoada que precisa ser exterminada da política brasileira.

Por JARBAS LEITE,13/09/2018

TEM ALOUCADOS PETISTAS DIZENDO QUE FOI UMA ARMAÇÃO PARA ELE APARECER. SÃO UNS DOENTES PERVERSOS E QUE NESTE MOMENTO ESTÁ MOVENDO EQUIPES DE ADVOGADOS CAROS, PARA SOLTAR O BANDIDO QUE QUASE, E DEUS PERMITA QUE NÃO TENHA MATADO O FUTURO PRESIDENTE DO BRASIL. JÁ PASSAMOS PELA DOR POR TANCREDO NEVES E NÃO QUEREMOS PASSAR DE NOVO.

Por UM SER JUSTO,13/09/2018

Lula preso e Bolsonaro esfaqueado é a comprovação da famosa frase: "Deus é tão bom que dá a todos o direito de escolher o que plantar na vida. Mas Ele é tão justo que cada um colhe aquilo que planta".



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM