Jornal do Commercio
Bolsonaro

Bolsonaro passa por fisioterapia e caminha pelo quarto

Candidato não tem previsão de deixar UTI

Publicado em 14/09/2018, às 19h34

Bolsonaro 'não tem previsão dele voltar para rua', de acordo com seu filho, o deputado estadual Flávio Bolsonaro / Foto: Diego Nigro / JC Imagem
Bolsonaro 'não tem previsão dele voltar para rua', de acordo com seu filho, o deputado estadual Flávio Bolsonaro
Foto: Diego Nigro / JC Imagem
ABr

O candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, saiu do leito nesta sexta-feira (14) para fazer fisioterapia, segundo boletim médico divulgado pelo Hospital Albert Einstein, onde está internado desde o último sábado (7). Ele caminhou pelo quarto sem apresentar dor, conforme os médicos.

Bolsonaro permanece internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com estabilidade clínica e sem complicações após passar por cirurgia de urgência na noite de quarta-feira (12) para correção de aderência que estava obstruindo o intestino delgado.

Segundo boletim, divulgado no início da noite desta sexta-feira (14), o candidato continua sem febre e sem sinais de infecção. Por ordem médica, as visitas estão restritas a pessoas autorizadas pela família.



Após a divulgação do boletim médico o filho do candidato, Flávio Bolsonaro, deputado estadual (PSL-RJ), disse ao programa Corredores do Poder, da TV Brasil, que “não tem previsão dele voltar para rua. Isso só vai acontecer quando houver uma liberação por parte dos médicos”.

Segundo o filho do candidato, o pai tem “uma recuperação excelente, um aspecto físico muito melhor. Vai retornar a fisioterapia e conseguiu dar umas voltinhas no quarto dele e pelo corredor [do hospital]”.

Histórico

Bolsonaro foi transferido para o Hospital Albert Einstein, na capital paulista, por volta das 10h45 de sexta-feira (7). Ele saiu da Santa Casa de Juiz de Fora (MG), onde recebeu os primeiros atendimentos após ter sofrido uma facada em um ato de campanha na cidade mineira, e passou por cirurgia. O candidato foi transferido para São Paulo a pedido da família.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM