Jornal do Commercio
CANDIDATOS

Bolsonaro ganha em 16 Estados e no DF; Nordeste garante 2º turno

O capitão reformado do Exército só ficou atrás de Fernando Haddad (PT) em oito Estados do Nordeste e no Pará

Publicado em 07/10/2018, às 21h35

Bolsonaro e Haddad disputam a Presidência pela primeira vez  / Foto: NELSON ALMEIDA / AFP
Bolsonaro e Haddad disputam a Presidência pela primeira vez
Foto: NELSON ALMEIDA / AFP
Estadão Conteúdo

O candidato do PSL, Jair Bolsonaro, é o mais votado em 16 Estados e no Distrito Federal. O capitão reformado do Exército só ficou atrás de Fernando Haddad (PT) nos oito Estados do Nordeste e no Pará. Ciro Gomes (PDT) liderou a disputa no Ceará, seu berço político.

Bolsonaro e Haddad disputam a Presidência pela primeira vez e foram os dois mais votados entre os 13 postulantes ao Palácio do Planalto. O resultado do primeiro turno quebrou a polarização entre PT e PSDB na eleição presidencial. Nas últimas seis eleições, houve duas vitórias do PSDB (1994 e 1998) e quatro do PT (2002, 2006, 2010 e 2014).



Dilma Rousseff

O Nordeste, que garantiu a vitória a Dilma Rousseff em 2014, também assegurou a ocorrência de segundo turno neste ano.

Outras regiões

O Estado em que Bolsonaro teve vitória mais expressiva foi Santa Catarina, onde ficou na casa dos 65%, contra 15% de Haddad O petista, por sua vez, dominou com maior diferença no Piauí, com 62% dos votos válidos ante 19% do candidato do PSL. No Ceará, Ciro obteve 41% e venceu Haddad, que pontuou 32%.

Minas Gerais, Estado conhecido politicamente por ser representativo do Brasil - com um Norte pobre e um Sul rico -, espelhou quase que de modo idêntico a disputa em âmbito nacional Lá, Bolsonaro obteve 48% e Haddad, 27%





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.
Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM