Jornal do Commercio
Eleições 2018

Bolsonaro e Haddad afirmam que vão defender a Constituição

Em primeira entrevista após a votação do 1º turno, candidatos pregaram discurso similar quanto à Constituição

Publicado em 08/10/2018, às 22h04

Candidatos foram entrevistados pelo Jornal Nacional / Fotos: Reprodução/TV Globo
Candidatos foram entrevistados pelo Jornal Nacional
Fotos: Reprodução/TV Globo
JC Online com Estadão Conteúdo

Na primeira entrevista após a eleição no primeiro turno, os candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) afirmaram, nesta segunda-feira (8), ao vivo no Jornal Nacional, da Rede Globo, entre outros pontos, que defenderão a Constituição.

>> Haddad fala em 'emenda constitucional'

>> Bolsonaro prega união do País e repreende Mourão publicamente

Sorteado para ser entrevistado primeiro, o candidato do PT disse nesta segunda-feira (8) que reviu seu posicionamento sobre a Constituinte exclusiva proposta pelo plano de governo do partido. "Revimos o posicionamento. As reformas serão feitas por emenda constitucional", disse Haddad ao Jornal Nacional, da TV Globo. O candidato defendeu três reformas econômicas com aprovação do Congresso: tributária, bancária e fim do teto de gastos.



Já Bolsonaro disse também que pretende unir o País se for eleito ao Planalto. Ele aproveitou a oportunidade para repreender publicamente o vice na sua chapa, general Hamilton Mourão (PRTB), e afirmou que será o escravo da Constituição. "Nós vamos pacificar e unir o povo brasileiro", disse o candidato. Bolsonaro afirmou ainda que vai ser "escravo da nossa Constituição".





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM