Jornal do Commercio
ELEIÇÕES 2018

Por orientação médica, Bolsonaro não irá a debate da Band

O candidato do PSL foi vetado também de exercer atividades de campanha por enquanto

Publicado em 10/10/2018, às 11h34

Bolsonaro deve ser reavaliado na próxima quinta / Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Bolsonaro deve ser reavaliado na próxima quinta
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
JC Online

Candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL) não foi liberado pelos médicos para exercer suas atividades de campanha eleitoral. Com isso, o presidenciável, que segue na disputa com Fernando Haddad (PT), teve sua participação vetada no debate marcado para esta quinta-feira (11), o primeiro deste segundo turno.

Os médicos que o operaram no hospital Albert Einstein, em São Paulo, disseram que ele ainda não está em condições clínicas para participar deste tipo de atividade, por ainda estar fraco. Eles apontaram que o candidato perdeu 15 quilos de massa muscular durante o período de recuperação da facada sofrida em ato de campanha no dia 6 de setembro

Ele será reavaliado na próxima quinta-feira e deve ser liberado, segundo informações da junta médica, divulgada pela agência Reuters. Os especialistas afirmaram que Bolsonaro demonstrou interesse em participar do debate, mas optou por seguir a orientação médica de evitar atividades que o cansassem ou o obrigassem a falar por mais de 15 minutos.



No primeiro turno, Bolsonaro também teve que ficar de fora dos seis debates realizados após a facada, por estar internado entre os dias 6 e 29 de setembro. Antes mesmo do incidente, no entanto, o candidato do PSL já havia declarado que não pretendia comparecer à todos, a não ser em casos de exceção. 

'Os brasileiros precisam saber a verdade', afirma Haddad

O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, reagiu à decisão do rival Jair Bolsonaro (PSL) de não participar do debate da TV Bandeirantes, nesta semana. Ao ser informado que o adversário alegou restrições médicas a situações de stress, Haddad disse que aceita ir até uma enfermaria para debater.

"Eu vou até a uma enfermaria na boa, para fazer o debate", afirmou Haddad. "Ele falou que não quer se estressar? Vou falar docemente, nem altero a voz. Faço o que ele quiser para ele dizer o que pensa", afirmou Haddad, ao ser informado do cancelamento do debate enquanto concedia entrevista à imprensa estrangeira. "Os brasileiros precisam saber a verdade", emendou o ex-prefeito.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM