Jornal do Commercio
CAMPANHA ELEITORAL

Bispo-auxiliar da Arquidiocese de Olinda e Recife é notificado pelo TRE por discurso político

De acordo com o TRE-PE, notificação foi emitida após denúncia de um fiel

Publicado em 26/10/2018, às 17h53

Segundo a assessoria de imprensa da Arquidiocese, religioso não citou o nome de nenhum presidenciável  / Foto: Divulgação / Arquidiocese de Olinda e Recife
Segundo a assessoria de imprensa da Arquidiocese, religioso não citou o nome de nenhum presidenciável
Foto: Divulgação / Arquidiocese de Olinda e Recife
JC Online
Atualizada às 20h37

Atualizado às 13h do dia 27 de outubro

O bispo-auxiliar da Arquidiocese de Olinda e Recife, Limacêdo Antonio da Silva, foi notificado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) para que “se abstenha de fazer propaganda eleitoral de qualquer natureza (direta ou indireta) em benefício de quaisquer dos candidatos em templos religiosos”. O documento,  emitido nessa quinta-feira (25), é assinado pelos juízes da Propaganda Eleitoral do Recife Dr. Heraldo José dos Santos, Dr. André Vicente Pires Rosa e Dr. Flávio Augusto Fontes de Lima.

A denúncia, por meio do aplicativo Pardal, ocorreu após homilia na Paróquia Sagrado Coração de Jesus, em Olinda, na terça-feira (23). Em um vídeo, que teria sido gravado durante a celebração e circula pelas redes sociais, o bispo fala sobre não votar “em quem defende a tortura”. “Quem viveu a ditadura não vota em quem defende”, afirmou Limacêdo.

“A gente não pode votar em quem defende a tortura, minha gente. Se defender a tortura, não está defendendo o respeito à vida. Pode até dizer que defende a vida, mas na prática não defende. Defender a vida é defender políticas públicas para que as pessoas possam estudar, ter acesso a universidades”, disse o bispo.

De acordo com o assessor-chefe da Corregedoria Regional Eleitoral, Orson Santiago Lemos, não é a primeira vez que isso acontece em Pernambuco. No primeiro turno, outras notificações sobre propaganda eleitoral foram emitidas.

“O Paulo Garcia [arcebispo de Igreja Episcopal Carismática], o Padre Evilásio, do Pina, também foram [notificados]. A Faculdade de Direito do Recife também. Se trata de um atendimento a uma denúncia de um fiel da igreja onde ele fez a pregação, que entendeu a fala dele como propaganda política”, afirmou Orson. Garcia foi notificado por usar slogans de Bolsonaro em suas pregações.



Lemos explicou que a notificação não gera abertura de processo. “A postura do TRE é a de notificar para que ele se abstenha de fazer comentários políticos em suas pregações, pois isso pode ser entendido como propaganda eleitoral, o que é crime. Mas essa notificação não gera abertura de processo, é apenas uma advertência”, esclareceu.

A assessoria de imprensa da Arquidiocese de Olinda e Recife confirmou o recebimento da notificação por dom Limacêdo. Segundo a instituição, o religioso não citou o nome de nenhum presidenciável em seu discurso.

Nota da Arquidiocese de Olinda e Recife

No último dia 25, o Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Olinda e Recife, Dom Limacêdo Antonio da Silva foi notificado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco, sob a alegação de prática de propaganda eleitoral irregular durante homilia em missa no dia 23 de outubro, na igreja do Sagrado Coração de Jesus, em Salgadinho, Olinda - PE. Sobre esta notificação, a Arquidiocese de Olinda e Recife assim se posiciona: Em nenhum momento de sua fala, conforme pode ser observado no vídeo que circula pelas redes sociais, sua Excelência Reverendíssima Dom Limacêdo cita o nome de qualquer dos candidatos à
presidência da república. Durante toda sua homilia, Dom Limacêdo defende os direitos humanos, o direito à vida e uma vida plena, segura e justa, livre de qualquer injustiça, conforme é ensinado no Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo e na Doutrina Social da Igreja. Menciona que este é o pensamento que deve nortear qualquer cristão, principalmente no momento social em que nos encontramos, no momento do voto, na escolha do líder que irá direcionar os próximos passos da Nação Brasileira. Sem citar qualquer candidato Dom Limacêdo deixa livre, que de outra maneira não poderia ser, para os fiéis escolherem em quem suas convicções os orientarem a votar. Contudo, como pastor do rebanho de Cristo, não poderia deixar de mencionar quais posicionamentos devem pautar a
vida de um cristão: o direito à vida, à justiça e à liberdade; conforme notável movimento ocorrido no último domingo, dia 21, na 12ª Caminhada “Sim à Vida”, realizada na Orla de Boa Viagem, reunindo milhares de cristãos que numa só voz, anunciaram a defesa da vida “desde a sua concepção ao seu natural declínio”, não implicando este anúncio em propaganda eleitoral ou partidária. Demonstrando a cooperação e a consciência democrática da Arquidiocese através de seus pastores, pela segunda eleição consecutiva, Dom Antônio Fernando Saburido lançou uma série de vídeos informativos exortando o povo a bem exercer sua cidadania através do voto. Desta forma, Sua Excelência Reverendíssima, dom Antônio Fernando Saburido, Arcebispo da Arquidiocese de Olinda e Recife, solidariza-se com o seu Bispo Auxiliar, dom Limacêdo, reafirmando o posicionamento da Igreja em favor da Vida e das Liberdades de toda pessoa humana, doutrina esta por ele proferida em sua homilia em questão, não significando tal anúncio “propaganda eleitoral direta ou indireta” e sim anúncio do Evangelho de Jesus Cristo.
Recordando que para nós cristãos a pregação do Evangelho causará sempre incômodo e incompreensão a muitos que a escutam, assim como aconteceu ao Apóstolo Paulo, como ele próprio descreve: “lembra-te de Jesus Cristo, ressuscitado dentre os mortos, descendente de Davi, segundo o meu Evangelho; pelo qual estou sofrendo até algemas, como malfeitor; contudo, a Palavra de Deus não está algemada” (2 Timóteo 2, 8-9). Que o Espírito Santo que guia e governa a Igreja nos fortaleça sempre em nossa missão.

Paróquia apoia bispo

A Paróquia Sagrado Coração de Jesus, onde o discurso aconteceu, divulgou nota em sua página no Facebook apoiando o bispo Limacêdo. “A simbologia da citada notificação, nos deixa perplexos e temerosos, maiormente, quando recordamos que no curso histórico de nossa Arquidiocese, Dom Helder Camara (sic), foi perseguido e censurado fortemente, pôr (sic) se opor a um sistema excludente e opressor”, diz a publicação.

Na tarde deste sábado, o Fórum de Articulação de Leigos vai se reunir para elaborar e apresentar um documento de apoio ao bispo auxiliar Dom Limacêdo. O encontro será no terraço ao lado da Igreja das Fronteiras, local que foi residência do arcebispo emérito de Olinda e Recife, dom Helder Câmara, falecido em 1999 e grande defensor dos direitos humanos.

 




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM
'; status++; } } else { status = 0; document.getElementById("aovivo").style.display = "none"; } setTimeout(function() { aovivo(); }, 180000); })();