Jornal do Commercio
Eleições 2016

TSE informa que eleições em urnas eletrônicas estão garantidas em 2016

Após a ameaça de que a eleição de 2016 seria feita com cédulas de papel, urnas eletrônicas estão garantida graças à aprovação do projeto que altera a meta fiscal

Publicado em 10/12/2015, às 19h08

Em portaria publicada no último dia 30, o presidente do TSE, o STF e dirigentes de outras Cortes afirmaram que, por falta de dinheiro, as eleições do ano que vem seriam realizadas manualmente / Foto: Elza Fiúza/ABr
Em portaria publicada no último dia 30, o presidente do TSE, o STF e dirigentes de outras Cortes afirmaram que, por falta de dinheiro, as eleições do ano que vem seriam realizadas manualmente
Foto: Elza Fiúza/ABr
Do Estadão Conteúdo

Após a ameaça de que a eleição de 2016 seria feita com cédulas de papel por conta do contingenciamento de gastos imposto à Justiça Eleitoral, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou nesta quinta-feira (10) que a eleição em urnas eletrônicas está garantida graças à aprovação do projeto que altera a meta fiscal.

A Corte Eleitoral recebeu relatório do Ministério do Planejamento com as reestimativas de orçamento. O contingenciamento de R$ 428 milhões inicialmente previsto para a Justiça Eleitoral foi reduzido para R$ 161 milhões.



Em portaria publicada no último dia 30, o presidente do TSE, o do Supremo Tribunal Federal (STF) e dirigentes de outras Cortes afirmaram que, por falta de dinheiro, as eleições do ano que vem seriam realizadas manualmente. Seria a primeira vez que isso aconteceria desde 2000, quando todo o eleitorado brasileiro começou a votar eletronicamente. 

"A Justiça Eleitoral sofreria um corte de mais de R$ 428 milhões, o que prejudicaria a aquisição e manutenção de equipamentos necessários para a execução do pleito de 2016. O bloqueio no orçamento deste ano comprometeria severamente vários projetos do TSE e dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs). O impacto maior refletiria no processo de aquisição de urnas eletrônicas, com licitação já em curso e imprescindível contratação até o fim do mês de dezembro, com o comprometimento de uma despesa estimada em R$ 200 milhões", diz a nota do TSE.

Com o contingenciamento, os R$ 267 milhões poupados do corte foram revertidos à Justiça Eleitoral.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM