Jornal do Commercio
Eleições 2016

TSE informa que eleições em urnas eletrônicas estão garantidas em 2016

Após a ameaça de que a eleição de 2016 seria feita com cédulas de papel, urnas eletrônicas estão garantida graças à aprovação do projeto que altera a meta fiscal

Publicado em 10/12/2015, às 19h08

Em portaria publicada no último dia 30, o presidente do TSE, o STF e dirigentes de outras Cortes afirmaram que, por falta de dinheiro, as eleições do ano que vem seriam realizadas manualmente / Foto: Elza Fiúza/ABr
Em portaria publicada no último dia 30, o presidente do TSE, o STF e dirigentes de outras Cortes afirmaram que, por falta de dinheiro, as eleições do ano que vem seriam realizadas manualmente
Foto: Elza Fiúza/ABr
Do Estadão Conteúdo

Após a ameaça de que a eleição de 2016 seria feita com cédulas de papel por conta do contingenciamento de gastos imposto à Justiça Eleitoral, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou nesta quinta-feira (10) que a eleição em urnas eletrônicas está garantida graças à aprovação do projeto que altera a meta fiscal.

A Corte Eleitoral recebeu relatório do Ministério do Planejamento com as reestimativas de orçamento. O contingenciamento de R$ 428 milhões inicialmente previsto para a Justiça Eleitoral foi reduzido para R$ 161 milhões.



Em portaria publicada no último dia 30, o presidente do TSE, o do Supremo Tribunal Federal (STF) e dirigentes de outras Cortes afirmaram que, por falta de dinheiro, as eleições do ano que vem seriam realizadas manualmente. Seria a primeira vez que isso aconteceria desde 2000, quando todo o eleitorado brasileiro começou a votar eletronicamente. 

"A Justiça Eleitoral sofreria um corte de mais de R$ 428 milhões, o que prejudicaria a aquisição e manutenção de equipamentos necessários para a execução do pleito de 2016. O bloqueio no orçamento deste ano comprometeria severamente vários projetos do TSE e dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs). O impacto maior refletiria no processo de aquisição de urnas eletrônicas, com licitação já em curso e imprescindível contratação até o fim do mês de dezembro, com o comprometimento de uma despesa estimada em R$ 200 milhões", diz a nota do TSE.

Com o contingenciamento, os R$ 267 milhões poupados do corte foram revertidos à Justiça Eleitoral.





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.
Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM