Jornal do Commercio
Eleições

Teste de segurança do TSE mostra duas falhas em urnas eletrônicas

Problemas foram encontrados em urnas com áudios, destinadas às pessoas com deficiência visual, e em urnas que mostraram troca no número de votos em um candidato

Publicado em 11/03/2016, às 17h06

Ministro Dias Toffoli assegurou que as vulnerabilidades serão corrigidas pelos técnicos do TSE / Foto: ABr
Ministro Dias Toffoli assegurou que as vulnerabilidades serão corrigidas pelos técnicos do TSE
Foto: ABr
Do JC Online

Durante o teste público de vulnerabilidade do sistema eletrônico de votação, realizada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nessa quinta-feira duas falhas foram detectadas nas urnas. No evento, especialistas em informática foram chamados para tentar quebrar as barreiras de segurança.

Um dos problemas detectados foi nas urnas com áudio, destinadas às pessoas com deficiência visual. Segundo os especialistas, há a possibilidade de uma outra pessoa ouvir o som que sai da urna, graças a um equipamento, permitindo, assim, que haja o risco do voto ser identificado. A segunda falha foi o risco de haver uma troca no número de votos a um determinado candidato depois que a urna é fechada.



De acordo com o ministro Dias Toffoli, presidente do TSE, as falhas serão corrigidas pelo técnico antes das eleições, previstas para outubro.

Durante o teste, apenas o PDT compareceu dentre os 35 partidos existentes.





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.
Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM