Jornal do Commercio
REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Líderes estão otimistas sobre aprovação da reforma da Previdência

Após reunião com Michel Temer, líderes e ministros fizeram projeções de votos pela aprovação da matéria

Publicado em 06/12/2017, às 11h38

Lideranças políticas preparam forte aticulação para aprovação da matéria / Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil
Lideranças políticas preparam forte aticulação para aprovação da matéria
Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil
ABr

Nesta quarta-feira (6) de forte articulação do governo e de lideranças da base aliada em busca de votos pela aprovação da reforma da Previdência, o presidente Michel Temer reuniulideranças de partidos, ministros e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia para um café da manhã no Palácio da Alvorada e deve oferecer um jantar para fazer um novo balanço dos votos favoráveis à reforma.

Ao final do encontro com Temer, líderes fizeram projeções dos votos pela aprovação da matéria. O vice-líder do governo na Câmara, deputado Beto Mansur (PRB-SP), estimou que há atualmente 260 votos de parlamentares favoráveis à reforma. Arthur Maia (PPS-BA), que foi relator do texto, contabiliza de 290 votos favoráveis e 310 contrários. Para aprovar o texto no plenário da Câmara será necessário garantir votos de 308 deputados.

Segundo Mansur, os líderes de partidos estão levantando junto às bancadas a quantidade de votos pela reforma e há a expectativa de que alguns partidos fechem questão a favor do texto. Haverá, ao longo do dia de hoje, reunião de bancadas com técnicos da previdência para aprofundar informações.

“Todos nós estamos muito mobilizados durante toda essa semana para que possamos buscar números, ou seja, entre 315 a 320 votos para que o presidente da Câmara possa colocar em votação a reforma da Previdência. Teremos uma reunião ainda nesta noite”, disse Mansur.



Na avaliação do vice-líder Beto Mansur, se na reunião desta noite o governo avaliar que conseguiu reunir uma margem confortável de votos favoráveis, o texto poderá ser posto em votação na próxima semana. “Se tivermos algo consistente no dia de hoje, muito provavelmente o presidente da Câmara vai marcar uma data que é terça-feira que vem”, disse.

O deputado Arthur Maia disse que, no café da manhã, o presidente Temer pediu empenho dos líderes e manifestou preocupação com o que poderá ocorrer com as contas públicas caso a reforma não seja aprovada. Na avaliação de Maia, o engajamento dos parlamentares têm crescido: “estamos no melhor momento desde que se iniciou essa reforma”.

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, fundador do PSD, também demonstrou otimismo em relação à votação e aprovação da reforma. Segundo ele, “o balanço é bastante favorável” e “melhorou sensivelmente a possibilidade de votação”. Sobre a bancada de seu partido, ele disse que de 38 parlamentares, 15 já estão favoráveis à reforma.



Comentários

Por Pergunte ao seu deputado!,06/12/2017

COMUNIQUE-SE COM O SEU DEPUTADO E PERGUNTE: Por que você votou pelo impeachment, se nada melhorou? Por que votou por uma reforma trabalhista que aumento os empregos informais? Por que você votou ontem (05-12) em uma renúncia fiscal para empresas petrolíferas estrangeiras no valor de R$ 1 trilhão em 25 anos (R$ 40 bilhões por ano) a partir de 2018 (isso a Globo não noticiou), se o Temer diz que há um rombo previdenciário que deve ser coibido com aumento da arrecadação? POR QUE APOIAM UM GOVERNO DE CORRUPTOS E MENTIROSOS? Entre no e-mail dele e pergunte!

Por Magno,06/12/2017

PMDB de Jarbas, FBC e Temer articulando ao máximo para tirar direitos dos trabalhadores. Enquanto isso, a economia do Brasil afunda a passos largos...



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM