Jornal do Commercio
Bolsonaro

Bolsonaro: Embraer e Boeing é bem-vinda se beneficiar os dois lados

Uma associação entre a empresa brasileira e a americana é bem-vinda caso todos saiam ganhando

Publicado em 12/01/2018, às 18h49

Durante a entrevista, Bolsonaro aproveitou ainda para criticar a falta de investimentos e a gestão das Forças Armadas / Foto: Agência Brasil
Durante a entrevista, Bolsonaro aproveitou ainda para criticar a falta de investimentos e a gestão das Forças Armadas
Foto: Agência Brasil
Agência Estado

O deputado federal Jair Bolsonaro, pré-candidato do PSL à Presidência da República, disse nesta sexta-feira (12) que uma associação entre a brasileira Embraer e a americana Boeing é "bem-vinda" se beneficiar os dois lados. "Se a Boeing fizer um acordo que seja bom para eles e para nós, acho que o negócio é bem-vindo. Não podemos nos isolar do mundo. Se você pode fazer uma parceira onde todos vão ganhar, a associação é muito bem-vinda", comentou o parlamentar em entrevista à RedeTV transmitida pelo Facebook.

Durante a entrevista, Bolsonaro aproveitou ainda para criticar a falta de investimentos e a gestão das Forças Armadas, que, segundo ele, estão sendo sucateadas desde o governo de João Figueiredo, último presidente do regime militar. "O PT e o PSDB sempre ignoraram as Forças Armadas. Colocaram energúmenos para comandar as Forças Armadas. Vamos colocar um general quatro-estrelas para comandar", afirmou o deputado, antecipando seu plano caso seja eleito em outubro. 



Desarmamento

Bolsonaro criticou também a política de desarmamento, por tirar do "cidadão de bem" o direito à resistência, disse que é preciso evitar progressões de pena, já que não existe prisão perpétua no Brasil, e defendeu o direito à defesa em operações policiais. "Não quero dar carta branca para policial matar, quero dar carta branca para policial não morrer", frisou.

O pré-candidato na corrida pelo Palácio do Planalto adiantou também na entrevista o plano de construir um colégio militar na área do Campo de Marte na zona norte da capital paulista para formar milhares de garotos em ensino fundamental.


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por Marilson,13/01/2018

Não é associação, não é parceria, não é joint venture. É COMPRA! A Boing está comprando a Embraer. E a empresa americana agora vai mandar numa das poucas áreas em que o Brasil era um dos Players.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM