Jornal do Commercio
PETIÇÃO

PGR é favorável a Rocha Loures ter acesso ao inquérito dos Portos

O ex-deputado federal e ex-assessor de Temer é um dos alvos do inquérito sobre o Decreto

Publicado em 05/06/2018, às 13h48

Procuradora-geral é favorável que a defesa de Rocha Loures tenha acesso a dados do processo. / Foto: Fabio Pozzebom/Agência Brasil
Procuradora-geral é favorável que a defesa de Rocha Loures tenha acesso a dados do processo.
Foto: Fabio Pozzebom/Agência Brasil
Estadão Conteúdo

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, manifestou-se favorável ao pedido da defesa de Rodrigo Rocha Loures (MDB-PR) para que a mesma tenha acesso aos dados do inquérito que investiga supostos benefícios à empresa Rodrimar na edição do Decreto dos Portos, em troca de propinas destinadas ao presidente Michel Temer.

"O material resultante da quebra de sigilo já se encontra documentado nos autos e inclusive já foi fornecido à defesa, não havendo qualquer sentido em obstar o fornecimento da senha de acesso aos dados já disponibilizados", escreveu Raquel Dodge.

O ex-deputado federal e ex-assessor de Temer é um dos alvos do inquérito dos Portos. Também são investigados o próprio presidente da República, Michel Temer, o ex-diretor da Rodrimar Ricardo Conrado Mesquita e o empresário Antonio Celso Grecco.



Em petição enviada pela PGR ao ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal no final de maio, Raquel afirma que o pedido merece ser concedido por já haver jurisprudência na Corte "no sentido de que o direito de acesso aos elementos de prova por parte do defensor do investigado, alcança às provas já documentadas nos autos e que veiculam informações úteis à condução da defesa das pessoas investigadas".

Em seu parecer, a chefe do Ministério Público Federal citou a súmula vinculante de relatoria do ex-ministro Sepúlveda Pertence que assegura "ao investigado e ao advogado por ele constituído, o direito de conhecer as informações já introduzidas nos autos do inquérito, não as relativas à decretação e às vicissitudes da execução das diligências em curso".

Defesa

No pedido, a defesa afirma que foi fornecido pela Polícia Federal cópia do arquivo contendo as informações telemáticas do ex-assessor de Temer. No entanto, o delegado Cleyber Malta Lopes, de acordo com os advogados de Loures, decidiu não fornecer a senha, "já que faria uma seleção prévia do que seria considerado 'relevante' para as investigações.





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.
Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM