Jornal do Commercio
OPERAÇÃO GREENFIELD

Lula usava fundos de estatais para ter vantagens, afirma Palocci

De acordo com Palocci, o ex-presidente Lula já tinha influência na administração dos fundos de pensão antes de ser eleito

Publicado em 12/09/2018, às 09h30

Palocci fechou um acordo de colaboração premiada com a PF e vem prestando depoimentos em investigações e processos em andamento / Foto: Reprodução
Palocci fechou um acordo de colaboração premiada com a PF e vem prestando depoimentos em investigações e processos em andamento
Foto: Reprodução
Estadão Conteúdo

Em depoimento à força-tarefa da Operação Greenfield, o ex-ministro Antonio Palocci afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva interferia nos investimentos dos fundos de pensão mantidos por estatais, com o pedido de "vantagens indevidas" a empresas interessadas em receber aportes.

Segundo Palocci, esses pedidos eram feitos por tesoureiros do PT Palocci citou Delúbio Soares, Paulo Ferreira e João Vaccari Neto, que teriam exercido essa função em períodos diferentes. "O presidente Lula expedia determinações para colocar recursos em empreendimentos de interesse do governo. Que nem sempre era vantagem indevida, mas apenas para atender vantagem política", diz trecho do depoimento de Palocci aos procuradores da força-tarefa, que apura desvios nos maiores fundos de pensão do País. Palocci afirmou que, mesmo antes de ser eleito presidente, Lula já tinha influência na administração dos fundos, mas o ex-ministro não detalhou essa atuação.

Palocci fechou um acordo de colaboração premiada com a Polícia Federal e vem prestando depoimentos em investigações e processos em andamento. Aos procuradores da Greenfield, o foco foi sobre o FIP Sondas, acionista da Sete Brasil, empresa criada à época da descoberta do pré-sal para alugar sondas para a Petrobrás. Os fundos de pensão do Banco do Brasil (Previ), da Caixa (Funcef) e da Petrobrás (Petros) eram os principais cotistas do FIP.

"No governo Lula, o pré-sal foi enxergado como um passaporte para o futuro, que foi um bilhete premiado no fim do governo. Que o clima era de delírio político", disse Palocci sobre interesses do PT no pré-sal e na construção das sondas.



Esse cenário de "delírio político", afirmou o ex-ministro, fez com que Lula tivesse um momento de atuação "raro" que resultou em um "descuido" da parte jurídica, já que o então presidente começou a atuar diretamente nos pedidos de "vantagens indevidas"

Aos procuradores, ele citou reunião no "fim de 2009 ou começo de 2010", no Palácio da Alvorada, em Brasília, em que Lula teria dito a ele e à presidente cassada Dilma Rousseff que o FIP tinha de garantir o "futuro" do PT. "Foi uma reunião muito curta e os demais presentes ficaram perplexos com a conduta do presidente Lula."

Sobre os gestores dos fundos à época, Palocci disse que eles sabiam das irregularidades. Dilma, afirmou, se encontrou com os presidentes dos fundos que seriam acionistas no FIP Sondas para "forçar o investimento". Segundo ele, o projeto da construção das sondas tinha problemas. "O projeto era mirabolante, havia motivação política e necessidade de arrecadar propina." Palocci também disse que Lula tinha conhecimento de irregularidades envolvendo a usina hidrelétrica de Belo Monte e a compra de caças pela Força Aérea.

Mentiras

A assessoria de Lula afirmou que Palocci "falou mentiras sem apresentar qualquer prova para tentar fechar um acordo judicial que o tire da prisão". Em nota, Dilma disse que o ex-ministro transformou uma ação administrativa em crime, "de maneira irresponsável e criminosa". "A Odebrecht, alvo da Greenfield, informou que "continua colaborando com a Justiça".



Comentários

Por WELLINGTON NOGUEIRA DA COSTA,12/09/2018

E COMO PODERÍAMOS PERMITIR QUE SE VOLTA-SE AO (PODER ) OCUPA-SE NOVAMENTE A CADEIRA DE PRESIDENTE DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL ! ! ! UM CIDADÃO COMO LULA(PT / ) ? ? ? QUE ESTA DA "UNHA DO PÉ " ATÉ O "FIO DE BARBA" COMPLETAMENTE ENVOLVIDO EM "SUCESSIVOS" ESCÂNDALOS DE CORRUPÇÃO EM SUAS MAIS VARIÁVEIS FORMAS E POR QUE NÃO "ESTILOS " ! ! ! JÁ NÃO BASTA-SE ESTAR (CONDENADO) POR TRIBUNAL (COLEGIADO) DE (2º SEGUNDA-INSTANCIA ) POR "UNANIMIDADE" DE DESEMBARGADORES E AINDA ESTAR RESPONDENDO A MAIS ( 5º AÇÕES PENAIS ) E TODAS LIGADAS AS PRATICAS DE CORRUPÇÃO ! ! ! A CADA (DEPOIMENTO) DO EX-MINISTRO DOS GOVERNOS LULA E DILMA AMBOS DO ( PT ) ANTONIO PALOCCI(PT -SP) QUE SOMENTE NA LEGENDA TEM MAIS DE (30 -ANOS) DE ( PT ) "OFERECE " UM VASTO (CARDÁPIO) DE INFORMAÇÕES ,FORMAS,ESQUEMAS DE CORRUPÇÃO QUE TOMARAM CONTA DA REPÚBLICA NOS ( 13-ANOS) EM QUE O ( PT ) ESTEVE NO PODER TEVE O (MENSALÃO-PETISTA) DENUNCIADO NO ANO DE ( 2006 ) PELO ENTÃO DEPUTADO FEDERAL ROBERTO JEFFERSON(PTB-RJ) ! ! ! QUE TAMBÉM EM DEPOIMENTO DISSE EM "ALTO E BOM TOM" PARA TODA JUSTIÇA BRASILEIRA QUE COMO SERIA POSSÍVEL UM PRESIDENTE DA REPÚBLICA A ÉPOCA LULA(PT /) QUE NÃO TINHA A (BASE-PARLAMENTAR) E NEM TAMPOUCO A MAIOR BANCADA DO CONGRESSO NACIONAL CONSEGUIU UMA (APROVAÇÃO) EM QUASE TODOS OS SEUS (PROJETOS) QUE ERAM ENVIADOS A CÂMARA DOS DEPUTADOS FEDERAIS E AO SENADO FEDERAL EM BRASÍLIA-DF ! ! ! DIZENDO QUE SOMENTE FOI POSSÍVEL TAL (ACONTECIMENTO) POR QUE LULA(PT / ) ATRAVÉS DE SEUS SISTEMAS DE PROPINAS (EFICIENTES) EM (SANAR AOS COFRES PÚBLICOS) E AS (ESTATAIS) COMO A PETROBRAS-BR E A AO BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL (BNDES) ! ! ! EM UM ESQUEMA DE (PROPINA) PAGAVA O VALOR DE ( R$ 30.000.00 ) MIL REAIS POR CADA VOTAÇÃO AOS DEPUTADOS FEDERAIS E SENADORES DA REPÚBLICA PARA QUE APENAS "COLOCA-SEM SUAS DIGITAIS" NO PAINEL DE VOTAÇÃO NO CONGRESSO NACIONAL ! ! ! AGORA TEMOS O ESQUEMA (PETROLÃO) QUE ORIGINOU A EXCELENTE OPERAÇÃO LAVA-JATO QUE JÁ EM APENAS ( 5-ANOS) PRATICAMENTE DE EM EXERCÍCIO "DESBARRANCOU " UM DOS MAIORES ESQUEMAS DE CORRUPÇÃO DE TODA HISTORIA DE (30-ANOS) DE DEMOCRACIA BRASILEIRA ! ! ! E QUEM É O PRINCIPAL ENVOLVIDO O PRÓPRIO ELE MESMO LUIZ INÁCIO O "LULA" DA SILVA(PT / ) COMO O (ATOR PRINCIPAL) DA PEÇA QUE O ( PT ) E LULA(PT / ) ,DILMA VANA ROUSSEFF( PT -MG/RS) ,JOSÉ DIRCEU(PT-MG), ANTONIO PALOCCI (PT-SP), JOÃO VACCARI NETO (PT-SP/TESOUREIRO) , MARCOS VALERIO(PUBLICITÁRIO-PT),GLEISE HOFFMANN(PT -PR) ,PAULO BERNARDO(PT-PR) LINDBERGH FARIAS(PT-RJ) ,MARIA DO ROSARIO (PT-RS) CALROS ZARATTINI(PT-SP) PAULO PIMENTA(PT-RS) WADIH DAMOUS(PT-RJ) PAULO TEIXEIRA(PT-SP) ELVINO BOHN GASS(PT-RS) BENEDITA DA SILVA(PT-RJ) VICENTINHO(PT-SP) FERNANDO PIMENTEL(PT-MG) ,HENRIQUE FONTANA(PT-RS) ,ZÉ GERALDO (PT-PA) ,FATIMA BEZERRA(PT-RN) ,JORGE VIANNA(PT-AC),JOSE PIMENTEL(PT-CE),REGINA SOUSA (PT-PI) ,PAULO ROCHA(PT-PA) DURANTE ESTES ( 13 ANOS) DE (PT) NO PODER SOMENTE TROUXERAM (ENGANAÇÕES) E (MENTIRAS) ESCONDENDO DEBAIXO DOS CARPETES DA REPÚBLICA TODA ESTA "SUJEIRA-DE-CORRUPÇÃO" ! ! !

Por Carlos,12/09/2018

O cara tá preso a mais de 1 ano, botaram ele agora para falar contra o PT...contra Lula...agora vão arrumar alguém para falar do Haddad.....eita lá....kkkkkkkk......o efeito dessa matéria tanto na Globo como aqui no JC não deu resultado esperado pela mídia.

Por Wilfrido Veronese,12/09/2018

Ao que parece, já no longínquo ano de 1842, Padre Lopes Gomes antevia em sua obra "O Carapuceiro", atitudes como as de Palocci, nos dias de hoje: "As paixões e interesses exagerados geram os partidos, estes entredevoram-se e, depois de inumeráveis desgraças, é que os homens, fatigados e aborrecidos do enorme peso de males por que passaram, reconhecem as vantagens da paz, apreciam o império da lei e procuram abrigo no doce remanso das virtudes cívicas"

Por WELLINGTON NOGUEIRA DA COSTA,12/09/2018

Após ser impedido de concorrer no pleito eleitoral, Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Paraná negou ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva o direito de votar nas eleições deste ano enquanto estiver preso na sede da Polícia Federal, em Curitiba. O petista cumpre pena de 12 anos e um mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Segundo a lei, presos cuja condenação ainda não transitou em julgado -caso do ex-presidente, que mesmo condenado em segunda instância ainda tem recursos- podem votar. Para a existência de uma seção eleitoral no local, o Código Eleitoral estabelece o número mínimo de 50 eleitores. Entretanto, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) reduziu para o mínimo de 20 eleitores aptos em estabelecimentos penais. O desembargador Luiz Taro Oyama,presidente do TRE-PR, afirmou em despacho que, em consulta aos outros detentos no prédio da PF em Curitiba, não foi possível chegar ao número mínimo de eleitores para a instalação de uma urna. Oyama também explicou que o prazo é "inviável" para a instalação de uma seção eleitoral com "apenas um eleitor". "Por tais razões, conclui-se pela impossibilidade de instalação de seção eleitoral especial na Custódia da Polícia Federal em Curitiba, bem como de proceder à transferência do título de eleitor do requerente para este Estado", diz a decisão do desembargador. Ele ainda acrescenta que o prazo para a transferência do título de eleitor para outro estado ou região acabou no último dia 23 de agosto, de acordo com as regras eleitorais. Lula vota em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, e já teria perdido o prazo para transferência de seu título de eleitor para o Paraná- Pr ! ! ! E TENHO DITO ! ! !

Por Roberto,12/09/2018

Comentar, o que, se o melhor amigo diz isso, e é claro que criminoso não passa recibo, né...



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM